VÍDEO – Caso Lucas: júri de réu é marcado para novembro

1833

A Justiça agendou para o próximo dia 13 de novembro, o julgamento do motorista que causou um violento acidente na cidade de Cordeirópolis em fevereiro do ano passado. A ocorrência resultou na morte do menino Lucas Henrique dos Santos de apenas 11 anos.

O caso aconteceu na Avenida Aristeu Marcicano, Vila São José e foi filmado por câmeras de segurança de um comércio. A vítima fatal estava no banco traseiro de um veículo Fiat Uno junto com o irmão e a mãe, que era a condutora. Ela seguia pela Avenida quando teve o carro atingido na traseira por um Peugeot em alta velocidade. O motorista de 18 anos, que não tinha carteira habilitação e estava neste carro, fugia da polícia após ser flagrado dirigindo na contramão.

Com o impacto Lucas foi arremessado para fora do Fiat e ficou internado em estado gravíssimo na Santa Casa de Limeira. Cinco dias depois foi constatado o óbito após o menino ter morte cerebral. Diante da tragédia, porém pensando em outras vidas que poderia salvar, a família optou pela doação de órgãos.

Desdobramento

O autor está preso desde o dia do acidente e é acusado pelo Ministério Público (MP) de homicídio qualificado – motivo fútil e recurso que dificultou a defesa da vítima, e tentativa de homicídio já que a mãe de Lucas e o irmão também ficaram feridos na época.

Alegando dúvidas da imparcialidade dos jurados e falta de segurança, a defesa do réu tentou mudar o local do julgamento, agendado para acontecer na Câmara Municipal de Cordeirópolis às 9h30 do dia 13 de novembro, mas o pedido foi negado.

“Esperamos que a Justiça seja feita. Que esse caso não fique impune para que outras famílias não passem pelo que a nossa está passando. É uma dor devastadora”, disse emocionado Claudinei Ferreira, avô de Lucas.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: