Todos que tomaram a primeira dose da Pfizer contra a Covid devem retornar ao posto de vacinação 21 dias depois para a segunda dose. Rio Claro tem cerca de 22 mil faltosos para a segunda dose e, entre estas pessoas, aproximadamente 12.800 tomaram a Pfizer. No final de outubro o imunizante teve o intervalo entre as doses reduzido e a Fundação Municipal de Saúde volta a alertar sobre a importância do esquema vacinal completo para a proteção contra a doença.

Quem tomou a Pfizer ou a Coronavac até 22 de outubro deve procurar nesta quinta-feira (11) um dos postos de vacinação para receber a segunda dose. O mesmo vale para quem tomou a primeira dose da Astrazeneca até 13 de outubro.

O atendimento será no Centro Cultural das 8 às 16 horas e na Unimed (Rua 12) das 7h30 às 12h30. A vacinação também atenderá quem tem 12 anos ou mais e ainda não tomou a primeira dose, inclusive gestantes e puérperas.

Idosos e profissionais de saúde que tomaram a segunda dose em maio devem tomar a terceira dose contra a Covid. A dose de reforço também atende pessoas com alto grau de imunossupressão que tomaram a segunda dose até 13 de outubro.

Para os profissionais de saúde é obrigatória a apresentação da carteirinha do conselho profissional, crachá ou declaração do serviço de saúde onde atua. As pessoas com alto grau de imunossupressão devem apresentar declaração médica com CID ou receituário de uso contínuo de medicamento modificador da resposta imune.

Todos que forem se vacinar devem levar RG, CPF e comprovante de residência em Rio Claro. No caso de segundas e terceiras doses também é necessário o comprovante de vacinação com as doses anteriores.

A sua assinatura é fundamental para continuarmos a oferecer informação de qualidade e credibilidade. Apoie o jornalismo do Jornal Cidade. Clique aqui.