O armador rio-clarense Eric Tatu foi convidado pelo bom aproveitamento em bolas de três no NBB, com 44,3% de acertos -Foto: RicardoBufolin/ECP

Matheus Pezzotti

O armador rio-clarense Eric Tatu foi convidado pelo bom aproveitamento em bolas de três no NBB, com 44,3% de acertos -Foto: RicardoBufolin/ECP
O armador rio-clarense Eric Tatu foi convidado pelo bom aproveitamento em bolas de três no NBB, com 44,3% de acertos -Foto: RicardoBufolin/ECP

O armador Eric Tatu, do Rio Claro Basquete, será o único representante da equipe rio-clarense no Jogo das Estrelas, evento que acontece neste fim de semana no ginásio Pedrocão, em Franca. O jogador será um dos oito atletas que participará do Torneio dos 3 pontos, nesta sexta-feira (06), a partir das 20h30.

“Estou muito feliz por participar do maior evento do basquete nacional. É claro que eu quero ganhar, mas o legal é a participação, mostrar o quão grande está o basquete nacional e na hora a gente quer fazer o melhor, mas todos são grandes chutadores de três pontos e na competição é momento. Se fizéssemos uma competição dessa a cada dia, teríamos um vencedor diferente”, diz o atleta, que já esteve no Jogo das Estrelas por Brasília, no torneio de habilidades, em 2013.

Falando em vencer, Tatu promete fazer um churrasco caso conquiste o título no evento, mesmo sabendo da dificuldade, já que terá pela frente, o argentino Marcos Mata (Franca), o norte-americano Jamaal (Macaé), o dominicano Ronald Ramon (Limeira), o ala Lucas Dias (Pinheiros), o ala Filipin (Mogi), o ala norte-americano Robert Day (Bauru), que substitui seu companheiro de time Jefferson, que rompeu o tendão de aquiles e claro, o atual campeão e maior cestinha da história do NBB, com 4.478 pontos e também o atleta com mais arremessos certos de três pontos da história do nacional (729), Marcelinho Machado (Flamengo).

“Isso é uma brincadeira entre a gente, mas se eu ganhar vou fazer um churrasco sim, com muito pagode, mas vou participar pelo evento em si, mas na hora da competição, não vou brincar e sim arremessar para ganhar e se ganhar, o churrasco vai acontecer”, acrescenta.

O Torneio dos 3 Pontos é dividido em duas etapas: a primeira rodada, cada participante tem 60 segundos para realizar 25 arremessos da linha dos três pontos, seguindo o percurso do carrinho de bolas. Os dois atletas que atingirem a maior pontuação vão para a final, que novamente terá 60 segundos como tempo máximo para a realização dos 25 arremessos. O campeão será quem tiver a maior pontuação. Em caso de empate, novas rodadas de 60 segundos serão realizadas até que se defina o vencedor. Esse evento é uma das competições mais tradicionais do Jogo das Estrelas, existente desde a primeira edição, em 2009.

“Alguns jogadores tem mais facilidade do que outros, mas é treinamento. No dia da competição, é quem estiver melhor, com sorte. Mas é lógico que a bola vai cair se você treinar. O treinamento é o que eu faço todos os dias, desde a pré-temporada, me preparei muito bem. Para esta competição, na quarta-feira, alguns atletas me ajudaram, porque o arremesso, de frente, parado é uma coisa, agora você tem que buscar a bola na lateral e fazer o arremesso, então fiz esse percurso três vezes, mas o que conta é o treinamento em um todo”, finaliza Tatu.

O Torneio de 3 Pontos terá uma novidade no regulamento. Ao invés de uma bola colorida por carrinho, todas as bolas que valem dois pontos estarão em um único carrinho. O posicionamento dele será escolhido por cada participante.

Além deste evento, haverá o Desafio de Habilidades NBB e LBF; Arremesso das Estrelas (um atleta NBB, uma atleta LBF e uma lenda do basquete francano); Torneio de 3 Pontos LBF e Torneio de Enterradas NBB. No sábado (07), às 13h15, haverá o Jogo das Estrelas LBF Brasil x LBF Mundo e às 16 horas, o jogo entre NBB Brasil x NBB Mundo.

A sua assinatura é fundamental para continuarmos a oferecer informação de qualidade e credibilidade. Apoie o jornalismo do Jornal Cidade. Clique aqui.

Mais em Esportes:

Zé Boquinha, um ídolo rio-clarense