A prefeitura municipal de Rio Claro divulgou na tarde de ontem o aumento de 30% no valor do cartão Renda Solidária para as famílias assistidas pelo programa. Desde o mês passado o valor passou de R$100,00 para R$130,00.

O assunto ganhou grande repercussão nas redes sociais, principalmente nas páginas do JC, pois muitas famílias começaram a questionar o fato do cartão não estar mais sendo carregado com os valores há tempos.

Durante entrevista ao Jornal da Manhã, da rádio Jovem Pan News de Rio Claro, a secretária municipal do Desenvolvimento Social, Vilma Sprícigo explicou que o cartão se trata da cesta básica, que até o ano passado era entregue de forma física e passou a oferecido às famílias dessa maneira.

“O cartão Renda Solidária nada mais que a cesta básica. Até o ano passado era em espécie a entrega da cesta básica e o prefeito Gustavo, buscando dar mais dignidade para essas famílias, a prefeitura passou a oferecer o cartão. A partir disso a pessoa pode comprar o que ela precisa, pois às vezes não é só arroz, feijão, mas sim uma carne, legumes, leite”, disse.

A secretária apontou ainda que a confusão aconteceu pois o cartão era o mesmo utilizado pelas famílias dos alunos que recebiam o valor da merenda durante a pandemia.

“Esse cartão é único para todos os benefícios que acontecerem no município. Podemos fazer a junção dos valores nesse cartão. No ano passado, por conta da Covid, as crianças estavam em casa, por conta da insegurança alimentar, era feito esse repasse no cartão de um valor por aluno para contribuir com a alimentação, mas as aulas voltaram de forma presencial e as crianças voltaram a se alimentar nas escolas, por isso esse valor não é mais depositado, apenas o valor da cesta básica, para famílias que recebem esse subsídio.

QUEM TEM DIREITO

As famílias atendidas com o cartão Renda Solidária são aquelas em situação de extrema pobreza e insegurança alimentar inseridas no Cadastro Único e atendidas pelos seis centros de referência em assistência social (Cras) do município.

Conforme decreto assinado pelo prefeito Gustavo, a quantidade de vezes que cada família será beneficiada com o cartão Renda Solidaria é definida por avaliação técnica, considerando as possibilidades da superação da vulnerabilidade social vivenciada.

A sua assinatura é fundamental para continuarmos a oferecer informação de qualidade e credibilidade. Apoie o jornalismo do Jornal Cidade. Clique aqui.

Mais em Dia a Dia:

Prefeitura implanta valeta na Rua 21 com Avenida 18

Handebol de Rio Claro fecha semestre com saldo positivo

Santa Catarina: ciclone atinge diversas cidades do Estado