RC reabilita Uberlândia e se complica no NBB

101

Matheus Pezzotti

RC pouco infiltrou e deu muitos espaços para arremessos de três pontos do adversário
RC pouco infiltrou e deu muitos espaços para arremessos de três pontos do adversário

No duelo dos desesperados, o antepenúltimo venceu o penúltimo, que jogava em casa. Na noite da última quarta-feira, Rio Claro Basquete foi derrotado pelo Uberlândia 91 a 100 (44 a 46 no primeiro) pela 27ª rodada do NBB e reabilitou o time mineiro, que vinha de sete derrotas seguidas.

Com as parciais 25 a 23, 19 a 23, 13 a 21 e 34 a 33, o cestinha foi o ala Caio Ranches, do Rio Claro Basquete, com 27 pontos. Destaque também para o armador Tatu, que marcou 22. Pelo Uberlândia, o ala Audrei e o armador uruguaio Taboada marcaram 19 pontos. Mas outros quatro atletas também anotaram mais de 10 pontos na partida: Renan (15), Hélio (14), Luis Gruber (13), Zanini (11).

Com o resultado, os mineiros voltam a mirar os playoffs e possui agora, uma campanha de oito triunfos em 27 partidas (29,6% de aproveitamento) e ocupam a 13ª colocação na tabela, a apenas uma vitória do 12º colocado, o Macaé. A derrota deixa o time rio-clarense empatado com a Liga Sorocabana na última colocação do NBB, com seis vitórias em 27 jogos (22,2%), mas com vantagem no confronto direto.

RC volta a jogar na sexta-feira (20), às 20h, contra o Minas, em seu último jogo no Felipão neste NBB.

O JOGO
Os dois times precisavam vencer, mas quem começou melhor foi Rio Claro, que chegou a abrir seis pontos (18 a 12), mas Uberlândia equilibrou e encostou fechando em 25 a 23 para o time rio-clarense.

No segundo quarto, ambos os times erravam muitos passes, mas RC conseguiu ampliar a vantagem e faltando menos de quatro minutos para o final do período, os comandados do técnico Marcelo Tamião venciam por 42 a 34, porém, RC cometia muitos erros, principalmente na marcação, sempre deixando espaços para arremessos dos três pontos e com isso, Uberlândia cresceu no jogo e liderados pelo armador Taboada e o ala/pivô Luis Gruber, o time mineiro conseguiu a virada no último segundo: 44 a 46 (19 a 23).

Na volta do intervalo, ao invés da reação, Rio Claro Basquete voltou ainda pior. Além de continuar deixando espaços na marcação, não conseguia infiltrar, tentava arremessos dos três pontos, era dominado nos rebotes e errava passes. O time mineiro aproveitou e ampliou para 57 a 67 (13 a 21).

No último quarto, o time rio-clarense demonstrava claramente nervosismo e instabilidade emocional e cometia muitas faltas seguidas e a vantagem seguia aumentando (58 a 73). Com pedido de tempo e substituições, Tatu e Pastor, os poucos do elenco com garra, vontade de vencer e vibração, lideraram o time para uma reação, que chegou a diminuir para quatro pontos (75 a 79), mas logo em seguida os erros retornaram e Uberlândia administrou, e no último segundo, com uma cesta da quadra defensiva no último segundo do ala Zanini, fechou em 91 a 100.

RESULTADOS
Ainda nesta rodada, São José 77 x 88 Paulistano; Mogi das Cruzes 89 x 82 Liga Sorocabana; Basquete Cearense 76 x 82 Macaé; Limeira 66 x 62 Minas e Palmeiras 96 x 90 Franca.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: