Rio Claro é uma das sedes da terceira etapa da LDB 2015

84

Matheus Pezzotti

O Rio Claro Basquete está em décimo, com 18 pontos, com sete vitórias e quatro derrotas, e terá confrontos diretos pelo G-8 (foto arquivo)
O Rio Claro Basquete está em décimo, com 18 pontos, com sete vitórias e quatro derrotas, e terá confrontos diretos pelo G-8 (foto arquivo)

A terceira etapa da Liga de Desenvolvimento de Basquete (LDB) já tem suas três sedes definidas. Entre os dias 16 e 25 de setembro, Rio Claro, Santos e Joinville sediarão as partidas da terceira fase de jogos da competição nacional Sub-22.

Os jogos da terceira fase do principal campeonato de base do país começarão na próxima quarta-feira (16), com partidas no Ginásio Felipe Karam, em Rio Claro, e no Ginásio Poliesportivo Arnaldo de Barros Pires, em Santos, e será finalizada no sábado (19). Após a disputa de duas sedes, a terceira fase da LDB terá sequência em Joinville, no Ginásio Grêmio Whirlpool, entre os dias 22 e 25 de setembro. Em todas as sedes, a entrada será gratuita.

O RC Basquete, décimo, com 18 pontos, com sete vitórias e quatro derrotas, vai jogar contra o Basquete Cearense, que está em 11º lugar (17 pontos), no dia 16, com o líder e invicto Minas Tênis Clube (22 pontos), no dia 17, com o Sport Recife (18 pontos), que está na nona colocação, no dia 18, e encerra esta fase no dia 19, contra o Pequeninos Rhema (18 pontos), de Campina Grande, oitavo colocado.

Todos os jogos do time rio-clarense serão às 20h, e, diante disso, a comissão técnica e jogadores esperam pela presença da torcida.

“Para a gente, essa etapa vai ser muito valiosa porque vamos disputar com adversários diretos para entrar do G-8, que é o nosso sonho, como debutante, disputar os playoffs. E a vantagem é ter a torcida, que ela compre a ideia e vá ao ginásio ser o nosso sexto jogador. Com entrada gratuita, esperamos casa cheia para nos ajudar nessa fase”, diz o técnico Leonardo Figueiró Alves.

A LDB é um campeonato nacional de base organizado pela Liga Nacional de Basquete (LNB) em parceria com o Ministério do Esporte e chancelado pela Confederação Brasileira de Basketball (CBB) e, segundo Leonardo, os custos de viagem, transporte e hospedagem das equipes são de responsabilidade da LNB. O time-sede é responsável pela manutenção do ginásio, além de fornecer infraestrutura para a realização dos jogos.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: