Rio Claro Basquete: só a vitória interessa nesta noite

104

Antonio Archangelo

Às 20h, no Ginásio “Lineu de Moura”, em São José dos Campos, o Rio Claro Basquete dá início à recuperação na semifinal do Campeonato Paulista. Na série melhor de cinco, a equipe do São José venceu as duas primeiras, no Felipão, e defende em casa o direito de continuar na competição rumo à final do campeonato.

Marcelo Tamião, técnico do Rio Claro, disse ao Jornal Cidade que acredita na reviravolta, mesmo com a dificuldade. A equipe não terá nenhum desfalque para brigar pela vitória e levar a decisão para um quarto jogo marcado para quinta-feira (8).

Eric Tatu comemora cesta com a torcida no Felipão em partida na qual o time da casa não conseguiu vencer o São José
Eric Tatu comemora cesta com a torcida no Felipão em partida na qual o time da casa não conseguiu vencer o São José

Do outro lado, o treinador do São José, Cristiano Ahmed, disse à imprensa que “está zero a zero” e não quer ver o time relaxado no jogo de logo mais.

Em entrevista ao portal Meon, Ahmed citou que a experiência do elenco rio-clarense deve se sobressair no duelo. “Vai ser uma partida bem difícil, mesmo a gente tendo vencido lá. Rio Claro tem uma equipe experiente, jogadores que não vão abaixar a cabeça e que vão lutar até o final aqui em São José e tentar reverter. Para a gente, está zero a zero, estamos começando a série quarta-feira aqui contra Rio Claro e jogando em casa temos que sair com a vitória”, afirmou.

>>> “Acreditamos”, diz Tamião após derrotas do Rio Claro Basquete

“O diferencial da nossa equipe é que é uma equipe sem nenhuma estrela. Todo jogo nós temos dois ou três jogadores que se destacam, dificilmente é sempre o mesmo jogador. Aconteceu agora na série do Jamaal ter ido muito bem, mas até então ele não tinha se sobressaído ainda. Acho que isso está fazendo com que a gente tenha um time homogêneo e nos ajude nas adversidades”, concluiu Ahmed.

No final da última partida, o ala Caio, do Rio Claro, lembrou que “vence quem erra menos”.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: