RC Basquete recebe o Flamengo

82

Matheus Pezzotti

Mesmo ainda com dores no pé, o ala/pivô espanhol Alvaro Calvo deve jogar a partida desta noite marcada para as 20 horas
Mesmo ainda com dores no pé, o ala/pivô espanhol Alvaro Calvo deve jogar a partida desta noite marcada para as 20 horas

Após o recesso de fim de ano, o Novo Basquete Brasil (NBB) está de volta, com o fim do primeiro turno e a realização da 14ª e 15ª rodadas. Nesta quarta-feira (7), às 20h, o RC Basquete encara o Flamengo, no ginásio Felipe Karam.

O time rio-clarense está em 14º lugar, com 16 pontos (três vitórias e 10 derrotas) e visa somar cinco resultados positivos neste primeiro turno, para tentar ficar entre os 12 primeiros times, garantindo vaga nos playoffs.

“Voltamos aos treinos na última sexta-feira [2] e acabamos nesta semana o primeiro turno, com chance de fazer cinco vitórias, que é o nosso objetivo, porque, repetindo essa campanha no segundo turno, teremos a chance de estar nos playoffs e vamos jogar com todo o empenho possível para vencer”, afirma o técnico Chuí.

Enquanto o ala Cícero, recém-contratado, treina com o time, a diretoria trata de sua inscrição para estrear contra o Fla. Caso não seja possível, para sexta (9), contra o Macaé, o jogador é tido como certo no plantel.

O pivô Estevam, que não teve tempo hábil de recuperação antes de voltar às quadras, não tem condições totais de jogo e segue sendo poupado, com pouco tempo de partida, e o ala/pivô espanhol Calvo, ainda dores no pé, retornou aos treinos e deve jogar, assim como o pivô Lucas Tischer, que estava com um inchaço na mão devido a uma cotovelada recebida no treino de domingo (4), e também apresenta melhora de uma disenteria.

O Rubro-Negro, atual campeão Mundial e do nacional, no qual possui três títulos, está em terceiro lugar, com oito vitórias e três derrotas, e o ala/armador Duda Machado será uma das principais armas de Chuí, já que, além de conhecer muito bem o time visitante, já que vestiu a camisa rubro-negra de 2007 a 2013, terá um adversário especial, o seu irmão, o também ala/armador Marcelinho.

“Para mim, o Flamengo tem o plantel mais forte do campeonato, mesmo não estando em primeiro, mas estamos confiantes, estamos trabalhando desde o retorno pensando nesse jogo e espero que possamos surpreender e conquistar a vitória. Sobre jogar contra o meu irmão, sempre tivemos uma disputa sadia nos treinamentos quando jogávamos juntos e também quando joguei por Macaé, mas quando a bola sobe, a gente esquece que é o irmão que está do outro lado, cada um defende a camisa do seu time, mas com certeza, se eu tiver oportunidade, vou dar uma sacaneada nele, mas sempre pensando no melhor para a equipe. Sabemos da importância da torcida e acredito em casa cheia nos dois jogos. É uma torcida acostumada com basquete, viveu grandes momentos, sabe torcer e espero que compareça e nos empurre para as duas vitórias”, diz.

A partida terá transmissão da Rádio Excelsior Jovem Pan Sat, 1.410 kHz.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: