A Miss Cordeirópolis 2013, Camila Dias Mol

Da Redação

A Miss Cordeirópolis 2013, Camila Dias Mol
A Miss Cordeirópolis 2013, Camila Dias Mol / Reprodução

A Miss Cordeirópolis 2013, Camila Dias Mol, se envolveu em polêmica no Sergipe, depois de participar do concurso de miss daquele estado. As informações são do colunista do UOL, Flávio Ricco. Terminou da pior maneira possível o concurso Miss Sergipe, realizado sábado (25) no Teatro Tobias Barreto, em Aracaju, e que primeiramente teve como vencedora Isabelle Mitidieri. Muitas irregularidades foram apontadas, desde participação de menores à tentativa de extorsão.

A bagunça, ao final, se instalou a tal ponto, que o organizador teve que deixar o local às pressas. Ele se viu obrigado a sair do palco correndo, escoltado por dois seguranças, e pela miss vencedora. O cineasta Bruno Azevedo, namorado da candidata Camila Dias Mol, escolhida em segundo lugar, acusa o organizador do evento, Deivide Barbosa, de pedir R$ 10 mil para garantir a vitória de Camila.

“Tenho as conversas salvas e as ligações gravadas onde ele me pediu dinheiro”, revela. “Dos seis jurados da mesa, cinco votaram em Camila”, conta Azevedo, levantando a possibilidade de marmelo. Depois de apontadas irregularidades, o resultado foi alterado no último dia 27, e a Miss Cordeirópolis 2013, Camila Dias Mol, virou oficialmente a Miss Sergipe 2015, isso sem ter nascido naquela localidade do país.