Meu filho não experimenta nada!

379

Publieditorial

Paladar, olfato, visão, audição e tato são sentidos altamente aguçados quando sentamos à mesa no momento da refeição. Algumas crianças não são capazes de processar adequadamente a grande variedade de estímulos que os alimentos nos oferecem, podendo interpretá-los de forma diferente das outras pessoas e reagir demonstrando medo de determinados alimentos, engasgando ou vomitando com certas texturas, apresentando grande incômodo com os cheiros ou até sentindo desconforto com certas temperaturas, e dessa forma acabam selecionando alimentos que lhe causam mais conforto e segurança.

Com muita frequência nos deparamos com crianças altamente seletivas e que não se arriscam a experimentar novos alimentos. Muitas delas comem apenas alimentos na consistência de purê ou preferem os crocantes, outras aceitam somente frutas de uma determinada cor ou até mesmo comem biscoitos de uma única marca. Isso pode estar ocorrendo, por ela apresentar uma disfunção sensorial que pode gerar respostas exacerbadas ou diminuídas para determinados tipos de estímulos, e dessa forma selecionam os alimentos que lhe trazem conforto e dificilmente aceitam mudanças, visto que, comer é um ato altamente sensorial.

Relatos de dificuldades na transição de papas mais cremosas para alimentos em grãos ou pedaços também são frequentes, e muitas vezes, isso ocorre por uma sensibilidade oral aumentada, trazendo grande desconforto para o bebê quando texturas mais granulosas são colocadas em sua boca.

Portanto, toda vez que encontramos uma criança que é muito seletiva com os alimentos, precisamos pensar que o seu sistema sensorial pode não estar funcionando de forma adequada, pois muitas vezes aquele comportamento que chamamos de “birra” ou “teimosia”, na verdade pode ser uma dificuldade que impede a criança a sentir prazer em se alimentar.

Milena Hoffmann de Magalhães é fonoaudióloga especialista em Motricidade Orofacial.
Milena Hoffmann de Magalhães é fonoaudióloga especialista em Motricidade Orofacial.

*** A autora

 

Milena Hoffmann de Magalhães é fonoaudióloga especialista em Motricidade Orofacial.

Clínica de Atendimento Especializado

Avenida 2 540 – Centro / 3524-8486 – 9 9677 2135

Qual sua opinião? Deixe um comentário: