Coletiva para anúncio do esquema de segurança dos Jogos Olímpicos 2016Imagem de Divulgação/Secretaria de Segurança Pública-RJ

Agência Brasil

O esquema de segurança que está sendo preparado para os Jogos Olímpicos e Paralímpicos de 2016 será o maior já realizado no Brasil. O anúncio foi feito nesta quinta-feira (30) pelo secretário extraordinário de segurança para grandes eventos, Andrei Rodrigues. O número de agentes de segurança empregados deve passar de 85 mil.

A proposta da secretaria é utilizar 47,5 mil profissionais de segurança pública apenas na cidade do Rio de Janeiro. Mais 37 mil agentes das Forças Armadas devem ser empregados na capital fluminense e nas cinco cidades que receberão as competições de futebol: Brasília, Belo Horizonte, Salvador, São Paulo e Manaus.

A segurança no interior dos locais de competição deve ser feita por mais de 9 mil agentes públicos da Força Nacional, que assumiram a responsabilidade que antes estava delegada ao Comitê Rio 2016. Também reforçarão a segurança do evento cerca de 1,7 mil funcionários do Departamento Penitenciário.

Ao anunciar o planejamento, Andrei Rodrigues explicou que será dada preferência à baixa ostensividade do policiamento quando for possível, já que a missão das autoridades é garantir a segurança de forma “discreta e amigável”.

Também participaram do anúncio o assessor especial para grandes eventos do Ministério da Defesa, general Luiz Felipe Linhares, o diretor do Departamento de Integração do Sistema Brasileiro de Inteligência, Saulo Moura, o secretário de Segurança do Estado do Rio de janeiro, José Mariano Beltrame, o coronel do Corpo de Bombeiros do Rio de Janeiro, Wanius Amorim, e o diretor de Segurança do Comitê Rio 2016, Luiz Fernando Corrêa.