Itaqueri da Serra guarda histórias da região

583

Vivian Guilherme

São cerca de 30 quilômetros que separam Itirapina do Distrito de Itaqueri da Serra. O pequeno vilarejo de apenas uma rua e poucas casas abriga muitas histórias. Foi ali, em 1770, que teve início a cidade de Itirapina e também neste local que chegaram imigrantes portugueses, italianos e africanos.As casas mantém a mesma arquitetura e as ruas – ainda sem asfalto – dão o tom bucólico ao local que, em séculos passados, abrigou dezenas de moradores. Dires Simões de Oliveira, nascida no distrito, lembra que a escola de Itaqueri chegou a receber mais de 40 alunos, na época em que lecionou ali.Repleta de fazendeiros, nos áureos tempo do café, Itaqueri contava com diversos comércios, como conta Dires. “Ali era a farmácia, hoje não tem mais, atrás ali era a escola, ali era a vendinha”, aponta.

A venda da família italiana Feltrin, oferecia mantimentos para a população que vivia no local. “Aqui vivia muita gente, era época do café, foi depois que teve o êxodo rural e muita gente foi embora. Antes o pagamento era feito pela colheita, quando tinha a colheita iam na venda e pagavam”, revela Dires.

Valdomiro Buckler, um dos proprietários da casa que abrigava a venda Feltrin, mantém o local preservado, com as estantes e até mesmo um velho livro no qual eram anotadas as compras da família. Ele lembra que o prédio tem cerca de 120 anos e que o comércio era o principal do distrito, vendendo açúcar, sal, querosene e até mesmo bacalhau.

Outro destaque do vilarejo é a Capela de Nossa Senhora da Conceição da Serra, fundada em 1852. A capela tem grande parte das características originais, com todos os detalhes conservados e até mesmoa imagem de N. S. da Conceição que é de origem portuguesa e esculpida em madeira.

Itaqueri também é famoso por conta de um de seus filhos ilustres, Ulysses Guimarães. Nascido ali, foi ao pé da figueira que o político fez tantos comícios e reuniu pessoas de diversas cidades da região.

Diramar, irmã de Dires e ambas primas de Ulysses, afirma que a última candidatura de Ulysses foi lançada ali na figueira e lamenta o fato de que um quadro com diversas fotos do político foi roubado recentemente. “Ficava aqui na sala um quadro com várias fotos do Ulysses, mas chegamos aqui e não estava mais”, comenta.

Dires revela ainda que era Itaqueri que decidia as eleições de Itirapina. “Ulysses era muito família, eu acho, ele vinha todo ano fazia o comício dele, almoçava aqui em casa e nunca deixava de falar que ele era daqui. Ele era bacana viu”, relembra a aposentada, que é uma das proprietárias da casa ao pé da famosa figueira, ela e a irmã Diramar costumam frequentar o local à passeio com os familiares

3 COMENTÁRIOS

  1. Itaqueri faz parte da história do Brasil.O governo deveria tombar a vila como patrimônio histórico e ajudar os moradores e proprietários a reformar as casas e preservar o local.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: