Foto: Jornal Cidade

Os nomes dos integrantes do governo de transição do prefeito eleito Gustavo Perissinotto (PSD) serão oficializados à atual gestão ainda nesta sexta-feira (27). E a coluna Farol, assinada pelo jornalista Lucas Calore no Jornal Cidade, teve acesso em primeira mão ao time que iniciará os estudos de avaliação da administração municipal para que Gustavo assuma o Poder Executivo em 1º de janeiro. A começar pelo vice-prefeito eleito Rogério Guedes (PSL) e Rogério Marchetti, presidente do diretório do PSD Rio Claro.

Também os advogados Dr. William Nagib Filho, Dr. Anderson Christofoletti (atual vereador), Drª Rosa Catuzzo (ex-presidente da OAB Rio Claro), Dr. Euclides Jutkoski e Dr. Heitor Alves. Outros nomes são do vereador Yves Carbinatti (PSD), Sergio Ferreira (ex-secretário de Esportes), Vanessa Magre (pastora e mestre em educação), e Dr. Auro Mendes (geógrafo e professor na Unesp). Ainda, o Dr. Marco Aurélio Mestrinel, médico e ex-secretário de Saúde, Murylo Müller Cesar (cientista político) e a publicitária Nathália Spatti Delazeri.

A alteração na data da eleição neste ano, devido à pandemia do novo coronavírus, fez com que o período para que ocorra o governo de transição seja menor em comparação com os pleitos anteriores. A equipe do prefeito eleito Gustavo Perissinotto (PSD) terá pouco mais de apenas um mês para se inteirar de toda a situação atual no Executivo.

Esse time anunciado é o primeiro corpo, outras equipes com demais membros e nomes deverão atuar junto ao trâmite de transição nas secretarias municipais. O time inicial é considerado técnico para que ocorra a coleta de informações necessárias que devem auxiliar Gustavo na escolha dos quadros na futura administração de Rio Claro.

Nos bastidores, apesar de alguns dos nomes já citados serem ventilados para realmente ocuparem postos no secretariado, até o momento o martelo não foi batido. Claro que, devido ao tempo curto da transição, essas confirmações de titulares de pastas serão anunciadas nas próximas semanas.

Mais em Política:

Pazuello diz que tem vacina em mãos e acusa Doria de marketing

São Paulo inicia vacinação contra COVID-19

Anvisa aprova uso emergencial das vacinas Coronavac e de Oxford