Divulgação

As sociedades ocidentais vivem um processo de patologização em que a diversidade e as diferenças que caracterizam e enriquecem a humanidade estão sendo consideradas como problemas. Questões de diferentes ordens são transformadas em doenças, transtornos ou distúrbios, que passam a ocupar o lugar nos debates de problemas políticos, sociais, culturais e afetivos que afligem a vida das pessoas. Discutir os efeitos dessa patologização ou medicalização da vida contemporânea é um dos objetivos do Fórum Construindo Vidas Despatologizadas, que será realizado no Centro de Convenções da Unicamp, entre 14 e 17 de outubro.

Do encontro participam médicos, psicólogos e educadores, entre outros profissionais do Brasil e do exterior. No dia 14, o Fórum acontece das 19 às 20h30; nos dias 15 e 16, das 9h30 às 17h30. No dia 17 será realizado das 9h30 às 12h45. [Veja programação completa]. O Centro de Convenções fica na rua Elis Regina 139, Cidade Universitária “Zeferino Vaz”, no campus da Unicamp, em Campinas-SP.

Nos quatro dias de evento também serão discutidos os temas: como a genética tem sido cada vez mais usada como ferramenta para justificar a medicalização, a importância de abordagens alternativas para o tratamento de dependentes químicos, e as possibilidades de humanização na relação entre médico e paciente.

O Fórum Construindo Vidas Despatologizadas é uma realização do Fórum Pensamento Estratégico (Penses), em parceria com a Faculdade de Ciências Médicas (FCM) da Unicamp. O Penses é um espaço acadêmico, vinculado ao Gabinete do Reitor, responsável por promover discussões que contribuam para a formulação de políticas públicas voltadas ao desenvolvimento da sociedade em todos seus aspectos. O Penses busca prospectar temas e ideias que de alguma forma estejam à frente do tempo, estreitando a relação da Unicamp com a sociedade.

Mais informações podem ser obtidas pelos telefones 19-3521-5238/3521-4737 ou e-mail [email protected]

A sua assinatura é fundamental para continuarmos a oferecer informação de qualidade e credibilidade. Apoie o jornalismo do Jornal Cidade. Clique aqui.

Mais em Notícias:

RC: preços de combustível já são menores nos postos

Vidas dedicadas a salvar vidas