Familiares, amigos e atletas prestam nesta quarta-feira (26) as últimas homenagens a Odajyl Gomes Pessoa, que faleceu aos 83 anos em Rio Claro, vítima de complicações do Parkinson e do Alzheimer. Seu corpo será velado a partir das 13 horas no Velório Palmeiras, com sepultamento às 14h30.

Por mais de 40 anos, Pessoa conciliou a carreira no judô à profissão de barbeiro. Faixa preta de judô 4 Dan, foi membro da Adesg – Escola Superior de Guerra e construiu a segunda escola de natação de Rio Claro. Mas foi no judô que se tornou uma referência no esporte. Fundador e mentor da Academia Pessoa de Esportes, foi também Árbitro Estadual Judô – classe A e fez parte da Comissão Técnica da FPJ na Olimpíada de Atlanta – 1996.

Implantou o judô nos anos 80 no Clube Ginástico Rioclarense, foi professor da Academia Mubarac e também ministrou aulas em Santa Gertrudes e em Cordeirópolis. Além de treinar seus filhos faixas pretas de judô, também formou muitos atletas campeões. Juntamente com o filho Omero, trouxe para Rio Claro há 26 anos o jiu-jítsu esportivo, onde foram formados muitos faixas pretas e campeões de jiu-jítsu nacional e internacional.

Publicidade

Viúvo de Costância Cerri Pessoa, o mestre deixa os filhos Soraia, Solange, Simone e Omero, além de Odajyl (falecido). Deixa ainda os netos Fernanda, Leonardo, Marina e Rafael, e as bisnetas Lisa e Isis. Segundo a filha Simone, “ o Sensei – professor Odajyl tinha Parkinson há mais de 20 anos , depois surgiu Alzheimer. Lutou esses últimos três anos junto com seus filhos, mas a doença se agravou. Por tudo que viveu , fez , escreveu sua própria história e de sua família, contribuiu na história de muitas pessoas e em nossa cidade, estado, podemos dizer que seu tamanho foi seu coração. Foi do tamanho daquilo que sentiu, que viu e que fez e não do tamanho de sua estatura”.

Mais em Esportes: