Escolas sem manutenção geram queixas

112

Ednéia Silva

Mato alto em terreno da Escola Elpídio Mina no bairro Bela Vista. Prefeitura disse que está fazendo manutenção nas escolas
Mato alto em terreno da Escola Elpídio Mina no bairro Bela Vista. Prefeitura disse que está fazendo manutenção nas escolas

O ano letivo na rede municipal de ensino começou no início deste mês, mas muitas escolas estavam despreparadas para receber os alunos. As unidades ficaram alguns dias sem telefone e em outras o mato tomou conta de áreas de lazer, motivo de reclamação de pais de alunos que cobram limpeza e manutenção nas escolas.

As unidades de ensino não foram as únicas repartições com telefone cortado. Corpo de Bombeiros, subprefeituras, Defesa Civil, Guarda Municipal e Polícia Militar também ficaram sem o serviço. Em nota, a prefeitura informou que as linhas telefônicas das escolas municipais estão funcionando normalmente.

Se o telefone funciona, a limpeza ainda precisa ser realizada. Na creche José Campos Chagas, o mato tomou conta da área de lazer das crianças, localizada no fundo da escola. Com isso, os alunos não podem sair, ficando restritos às salas. Denúncias de mato alto também são feitas por pais de estudantes das escolas Armando Grisi, no Jardim Paulista II, e Elpídio Mina, no bairro Bela Vista.

No início deste mês, pais de alunos da Escola Municipal Hamilton Prado, no Jardim Cidade Azul, também se queixaram sobre a falta de manutenção. As denúncias acusavam mato alto, buracos e lixo nas calçadas. Depois da denúncia, a prefeitura enviou equipe ao local para fazer a limpeza.

A prefeitura afirma que “a equipe de limpeza e manutenção das escolas está fazendo esses serviços nas 55 unidades da rede municipal de ensino. Todas as escolas municipais estão sendo atendidas, mas o trabalho vem sendo prejudicado pelas chuvas”.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: