Favari Filho

taekwondo
Visando a seletiva para a Copa do Brasil, que acontece em outubro deste ano na cidade de Natal, a equipe de Taekwondo voltou para o treinamento com muita garra e determinação. A intenção é trabalhar para suprir as falhas e aperfeiçoar as táticas que levam aos bons resultados, como os obtidos no ano passado. A técnica Carmem Pigozzi realizou, no final de dezembro, o exame para 4º dan e agora é mestre de Taekwondo – título obtido após 22 anos de dedicação ao esporte. Carmem também acaba de ser escolhida pela Confederação Brasileira de Taekwondo para ser chefe de equipe nos Jogos Pan-americanos que acontecem no Canadá em julho, e dos Jogos Olímpicos de 2016.

Para tanto, a atleta iniciou no mês de dezembro um curso no comitê para exercer a função da melhor forma possível, pois é a única convocada do município em todas as modalidades. Carmem revela estar muito feliz pelo convite, “pois isso mostra que estou no caminho certo e, com certeza, farei o melhor para elevar ainda mais o nome do esporte não só na cidade de Rio Claro, mas também no Brasil e no exterior”, destaca.

O Taekwondo de Rio Claro segue vencendo as disputas e trazendo títulos para a cidade. No último final de semana, os atletas de Taekwondo da academia Performance Taekwondo/Unimed Rio Claro participaram do campeonato interclubes, na cidade de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul. Dos sete atletas participantes, seis conseguiram ficar entre os três primeiros colocados em suas respectivas categorias de peso. João Victor Grella, Nicholas Pigozzi e Rafaela Souza ficaram com a medalha de bronze; já Luciene Matos e Vanessa Messina ficaram com a medalha de prata.

Publicidade

O Taekwondo é uma arte marcial coreana que, aos poucos, foi sendo difundida em todos os continentes. Como todo esporte, a prática faz bem para a saúde e, além de melhorar o desempenho cardiovascular, aumenta a resistência física e ainda estimula o ganho de massa magra. A nomenclatura do esporte é formada por três palavras que separadas significam: Tae (Pé), Kwon (Mão) e Do (Caminho). A luta marcial, que foi oficialmente introduzida no Brasil ainda no início da década de 1970, logo se tornou popular e, desde então, é sucesso nas academias entre o público de todas as idades.

Mais em Esportes: