(FOLHAPRESS)

Após criar um comitê para enfrentar o novo coronavírus, o prefeito de Marília (a 444 km de São Paulo), Daniel Alonso (PSDB), anunciou a retomada gradativa das atividades comerciais e de serviços na cidade.
De acordo com a decisão, que contraria determinação de quarentena no estado de São Paulo, ficam autorizadas a partir desta segunda-feira (30) o funcionamento de agências bancárias, lotéricas e cooperativas de créditos.
A partir de quarta-feira (1º) a prefeitura autorizou a volta de academias, shoppings, bares, restaurantes, comércio em geral, hotéis, construção civil e prestação de serviços em geral.
O plano de retomada define regras como limite de 50% da capacidade de público, controle de acesso, distância mínima de um metro e meio entre cada pessoa, afastamento dos funcionários que pertencem aos grupos de risco e manutenção do trabalho remoto para setores administrativos.
Marília registra, no momento, 52 casos suspeitos de coronavírus. Não há nenhuma confirmação de contaminação na cidade.