Segundo o diretor de futebol e um dos parceiros, Homero Santarelli (à esquerda), parceria está desgastada e que o melhor é cada parte seguir seu caminho

Matheus Pezzotti

Segundo o diretor de futebol e um dos parceiros, Homero Santarelli (à esquerda), parceria está desgastada e que o melhor é cada parte seguir seu caminho
Segundo o diretor de futebol e um dos parceiros, Homero Santarelli (à direita), parceria está desgastada e o melhor é cada parte seguir seu caminho. O técnico Waguinho Dias (ao centro), pode sair, já que cogita-se o retorno de João Vallim como treinador

O que se iniciou em tom de especulação, tornou-se realidade. Após algumas reuniões nesta semana entre o presidente do Velo Clube, Adalberto Irineu Borges, e a atual parceira, por divergências de opiniões, a sociedade entre as partes se encaminha para o seu encerramento.

Em conversa com o então diretor de futebol, Homero Santarelli, um dos membros da atual parceira, o dirigente confirmou as conversas, o desgaste e sinaliza que esse desfecho será a melhor solução.

“Haverá mais uma reunião no final de semana para tratarmos do assunto, mas posso dizer que a relação está muito desgastada. Desta forma, acredito que o melhor é cada um seguir o seu caminho”, afirma.

De acordo com informações extraoficiais, o empresário e antigo investidor máster, que também foi diretor de futebol do Rubro-Verde, João Marcondelli, estaria retornando, formando uma comissão para angariar fundos para o clube formar uma equipe às pressas, cujo principal objetivo será manter o time na série A-2. E outro nome pode retornar, já que esta comissão sugere o nome de João Vallim como treinador.

A matéria completa você confere na edição impressa desta sexta-feira (12), do Jornal Cidade. 

Mais em Esportes:

Caos na Casa Rosada interrompe velório de Maradona