De olho nas Paralimpíadas do Rio de Janeiro

61

Matheus Pezzotti

Em 2014, conquistou seu sexto brasileiro, o nacional por equipes, o Para-Sul-Americano e a seletiva. No Mundial, ficou em 10º
Em 2014, conquistou seu sexto brasileiro, o nacional por equipes, o Para-Sul-Americano e a seletiva. No Mundial, ficou em 10º

O paramesatenista rio-clarense Carlos Carbinatti encerrou a temporada de competições com mais dois títulos para sua extensa galeria. Dos dias 29 de outubro a 3 de novembro, conquistou o Campeonato Brasileiro de Duplas, em Joaçaba, Santa Catarina, na Classe 10, enfrentando equipes paralímpicas junto com o paratleta Diego Moreira, novo integrante da equipe Fran TT Training Center, de Piracicaba, pelo Projeto Paralímpico Andantes.

Por ser a melhor dupla ranqueada, estando em primeiro lugar, iniciou nas quartas de final vencendo Basílio Fernando e Walison Sales, de Goiás, por 3 sets a 0. Na semi, Carlos e Diego derrotaram, pelo mesmo placar, a dupla de Jacareí, Edmilson Pinheiro e Willian Almeida e, na final, venceram também por 3 sets a 0 a dupla de Indaiatuba, Guilherme Ifanger e Alexandre Caldeira.

Após conquistar o nacional, no mesmo dia, Carbinatti participou da seletiva para os Jogos Parapan-Americanos de Toronto, que serão disputados em agosto de 2015. A competição reuniu os seis melhores paratletas do Brasil em dois grupos com três jogadores em cada chave e, no grupo, o rioclarense disputou com Alexandre Caldeira e Ricardo Narusawa, quarto e quinto do ranking respectivamente, quando venceu ambos por 3 sets a 0.

Na semifinal, derrotou o segundo do ranking, Alexandre Alfon, também por 3 sets a 0 e, na final, venceu Cláudio Massad, de Bauru, novo atleta da equipe, que entrou na competição por critério técnico, por 3 sets a 1.

Conquistam vaga para o Parapan apenas o campeão e por critério técnico, cuja definição será feita em janeiro, pela comissão técnica da seleção brasileira. Carbinatti já havia sido campeão do Parapan de 2011, no México, individual e por equipes, garantindo sua vaga para disputar as Paralimpíadas de Londres, em 2012.

Nesta temporada, o rio-clarense conquistou seu sexto título brasileiro, o nacional por equipes, o Para-Sul-Americano e a seletiva. No Mundial, disputado na China, ficou em décimo lugar e atualmente está em 15º lugar no ranking mundial, subindo duas posições.

“Minha intenção era ficar entre os 10 primeiros do mundo, ganhar a seletiva e as conquistas do brasileiro. Foi muito positivo para dar andamento nos treinos. Ainda conquistei o Sul-Americano e todas essas conquistas me dão alívio para os treinos no próximo ano, que será muito importante, por anteceder o ano das Paralimpíadas”, afirma Carbinatti.

Para garantir classificação para as Paralimpíadas, o paratleta precisa ficar entre os 12 primeiros no ranking mundial ou ser campeão do Parapan-Americano. Após o fim das competições, Carlos treinará até dia 20 de dezembro, retornando no dia 10 de janeiro, em Piracicaba, no Projeto Paralímpico Andantes, que conta com parceria entre o Ministério do Esporte, a Confederação Brasileira de Tênis de Mesa (CBTM) e a Fran TT Training Center.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: