Política

Vicente Rigitano (PTB), prefeito de Corumbataí

A implantação de um Centro de Referência de Assistência Social – CRAS e a consequente criação de cargos evidenciaram-se na Prefeitura de Corumbataí e deram publicidade a impasse entre vereadores e o prefeito da cidade, Vicente Rigitano (PTB). Em nota enviada à imprensa, o Executivo afirma que está “tudo definido e acertado para a implantação do Centro Regional de Assistência Social (Cras)”.

O prefeito participou de várias reuniões em São Paulo e na Regional de Piracicaba para tratar dos detalhes da criação da unidade, além de encontro com os membros do Conselho Municipal de Assistência Social local. Os diálogos estiveram pautados num Plano de Trabalho elaborado pela coordenadora de Ação Social do município, Vanessa Vieira de Souza.

O Plano recebeu o sinal verde do Estado para sua execução. “Entretanto, a implantação do programa esbarra agora na Câmara Municipal. Os projetos de lei que criariam os cargos de coordenador, psicólogo e assistente social para compor a estrutura funcional mínima exigida foram rejeitados no último dia 16 de junho, logo que deram entrada no Legislativo, sem discussão, consulta ou análise. A rejeição se deu por 5 votos, incluindo, nestes, dois vereadores do próprio partido do prefeito.

O chefe do Executivo disse que lamenta uma possível manobra com interesse meramente político e diz estar aberto ao diálogo”. Em nota, o presidente da Câmara afirmou que projetos pediam a criação de 16 cargos – alguns de confiança e outros de carreira. “Após consultarem o setor contábil da prefeitura, foram informados de que a folha de pagamento no mês de maio estava com índice de 49,36 % e, com o gasto adicional a ser somado aos cargos eventualmente criados, a folha de pagamento em 2015 ultrapassaria o limite prudencial de 51%, índice máximo recomendado pelo Tribunal de Contas (…). A Câmara Municipal de Corumbataí informa que aprovou, nos anos de 2013 e 2014, mais de 95% dos projetos encaminhados”.

A sua assinatura é fundamental para continuarmos a oferecer informação de qualidade e credibilidade. Apoie o jornalismo do Jornal Cidade. Clique aqui.

Mais em Notícias: