Comitê Olímpico define preparativos para passagem da Tocha por Rio Claro

94

Da Redação

Representantes do Comitê Olímpico Brasileiro estiveram em Rio Claro na manhã da última quarta-feira (27) para definir os detalhes da passagem da Tocha Olímpica pela cidade, marcada para o dia 20 de julho, a poucos dias antes da abertura dos Jogos Olímpicos, no dia 5 de agosto, no Rio de Janeiro.

Essa foi a segunda visita dos representantes do Comitê à cidade, depois da confirmação de Rio Claro, em agosto de 2015, como uma das cidades brasileiras que receberão o evento da passagem de um dos símbolos máximos das Olimpíadas.

Emiliano Xavier e Lucas Quintas, acompanhados pelo secretário municipal de Esportes, Reginaldo Breda, que é o coordenador do evento no município, percorreram o circuito de mais de 3.000 metros por onde passará a Tocha Olímpica e também os pontos em que serão feitos os revezamentos previstos, já que 16 pessoas terão a honra de conduzir a chama olímpica em Rio Claro.

A reunião no Paço Municipal teve a participação de representantes das secretarias municipais envolvidas no inédito evento
A reunião no Paço Municipal teve a participação de representantes das secretarias municipais envolvidas no inédito evento

Os atletas Filipe Fuzaro, do Tiro Olímpico, e Eric Arthur Romualdo (Tatu), armador do Rio Claro Basquete, são os indicados pelo município. Os demais ainda não foram anunciados.

“Os procedimentos básicos para a passagem da tocha pela cidade estão praticamente definidos e agora passaremos a trabalhar para que tudo funcione adequadamente no dia em que o esporte rio-clarense e a população estarão vivenciando um dos momentos mais marcantes da história do município”, afirma Breda.

A reunião realizada no Paço Municipal com os representantes do Comitê Olímpico teve a participação de representantes das secretarias municipais de Saúde, Turismo, Segurança Pública e Mobilidade Urbana, entre outras que estarão diretamente envolvidas na organização do evento. “Foi uma grande vitória, uma grande conquista para a cidade, que ficará eternizada nos anais da nossa história”, observa o prefeito Du Altimari.

Também no dia 20, a Tocha Olímpica passará por Limeira, Americana e Campinas. A primeira cidade a receber o evento será Itararé, no dia 16 de julho, já que o revezamento passará antes pelo Paraná.

A última cidade no estado será Ubatuba, no dia 27 de julho, antes do revezamento prosseguir para Paraty, já no Rio de Janeiro, no mesmo dia. São Paulo é a única cidade do estado que abriga o artefato por um dia completo, marcado para 24 de julho.

Outro atleta de Rio Claro carregará a tocha. Leonardo Raposo, do tiro esportivo, natural de São Paulo, há 20 anos morando na cidade rio-clarense, foi um dos 1.100 escolhidos na promoção “Isso é Ouro”, da Coca-Cola, patrocinadora dos Jogos Olímpicos e do evento do revezamento da tocha olímpica desde 1992, mas provavelmente deverá participar do evento no Rio de Janeiro.

REVEZAMENTO

A tocha será acesa em Olímpia, na Grécia, em 21 de abril. O primeiro atleta a carregá-la é um grego, que simbolicamente a entrega a um esportista brasileiro, ainda não divulgado. Depois de um revezamento organizado pelo Comitê Olímpico Helênico, em 27 de abril ela será repassada ao prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, em Atenas.

Após exposição no museu do Comitê Olímpico Internacional e na Organização das Nações Unidas, chega em 3 de maio a Brasília, de onde se inicia o revezamento. No Brasil, ela passará por 300 cidades, carregada por 12 mil condutores, em 100 dias. Cada pessoa deve levar a tocha por aproximadamente 250 metros. São 20 mil quilômetros por estradas e 10 mil milhas aéreas no trajeto até o Rio de Janeiro.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: