Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS)

A equipe reserva do São Paulo jogou para valer na tarde deste domingo (26), na Vila Belmiro, e venceu o Guarani por 3 a 1 na 12ª e última rodada do Campeonato Paulista. Os gols tricolores foram marcados por Everton, Helinho e Paulinho Boia, enquanto Rafael Costa fez para o time de Campinas.

Com o resultado, o clube do Morumbi se classifica em primeiro do Grupo C, com 21 pontos, e encara o Mirassol nas quartas de final. A vitória, que influenciava diretamente na definição da chave D, acabou ajudando o Corinthians. O Alvinegro derrotou o Oeste, foi a 17 pontos e tomou a segunda colocação do Bugre (16 pontos).

O time do Morumbi agora se prepara para as quartas de final do Paulistão contra o outro classificado do seu grupo, o Mirassol. Uma reunião nesta segunda-feira (27) na sede da FPF (Federação Paulista de Futebol), pela manhã, define o horário e dia dos jogos, que acontecerão quarta (29) e quinta-feira (30).

Único titular do São Paulo no encerramento da primeira fase do Paulistão, Volpi foi destaque. Ainda que tenha falhado e espalmado mal no lance que resultou em gol do Guarani, o goleiro fez no mínimo quatro boas defesas que garantiram os três pontos ao time de Fernando Diniz. Ele também esteve bastante agitado e comunicativo em campo, orientando a equipe alternativa.

Quem tinha dúvida se o São Paulo jogaria para valer a partida deste domingo, que influenciava diretamente no destino do rival Corinthians no campeonato, pôde ver em campo um time que brigou, criou jogadas, saiu na frente, comemorou os gols com vontade e lamentou as chances perdidas.

Volpi, o único titular, fez pelo menos quatro grandes defesas e, em mais de uma oportunidade, preocupou-se em bater rápido o tiro de meta para tentar surpreender a defesa adversária.

O Guarani começou apertando o rival, mas foi de uma pressionada são-paulina que Everton chegou ao seu primeiro gol na temporada, aos 11 minutos do primeiro tempo. O Tricolor roubou a bola no meio-campo e armou contra-ataque rápido. Helinho achou Hernanes, que chutou forte e viu o goleiro espalmar. No rebote, o camisa 22 cabeceou e encobriu Jefferson.

Na parte final da primeira etapa, o Bugre apertou e empatou aos 44. Eduardo Person finalizou da entrada da área, Volpi espalmou mal e Rafael Costa completou para o gol.

Logo no retorno do intervalo, aos dois minutos, Helinho aproveitou sobra na entrada da área e chutou rasteiro, no canto, para recolocar os visitantes em vantagem. Aos 22, Paulinho Boia finalizou com precisão e fez um golaço para ampliar.

No minuto anterior ao terceiro gol são-paulino, o time de Campinas chegou a empatar o jogo, mas a arbitragem anulou. Pablo cruzou da direita, Júnior Todinho desviou e Rafael Costa emendou um voleio. O auxiliar acusou posição de impedimento, mas o camisa 9 bugrino, que faria o seu segundo na partida, estava em posição regular. Vale destacar que na primeira fase do Paulistão não há VAR (árbitro de vídeo).

GUARANI
Jefferson; Pablo, Romércio, Bruno Silva, Bidú; Deivid (Marcelo), Eduardo Person (Igor Henrique), Lucas Crispim (Bruno Sávio); Arthur Rezende (Waguinho), Júnior Todinho, Rafael Costa (Elias Carioca). T.: Thiago Carpini

SÃO PAULO
Tiago Volpi; Igor Vinícius, Diego Costa, Anderson Martins, Léo; Luan, Liziero (Rodrigo Nestor), Hernanes (Gabriel Sara); Helinho (Danilo Gomes), Brenner (Paulinho Boia), Everton (Shaylon). T.: Fernando Diniz

Estádio: Vila Belmiro, em Santos (SP)
Juiz: Salim Fende Chavez
Cartões amarelos: Pablo, Deivid (Guarani); Diego Costa (São Paulo)
Gols: Everton, aos 11min do primeiro tempo, Helinho, aos 2min, e Paulinho Boia, aos 22min do segundo tempo (São Paulo); Rafael Costa, aos 44min do primeiro tempo (Guarani)

A sua assinatura é fundamental para continuarmos a oferecer informação de qualidade e credibilidade. Apoie o jornalismo do Jornal Cidade. Clique aqui.

Mais em Esportes:

Bia Haddad decepciona e cai na estreia em Wimbledon

Rio Claro realiza 1ª Corrida Sem Barreiras