Câmara aprova R$ 1 milhão em subvenções sociais

80

Ednéia Silva

KinoOlho
O Grupo Kino-Olho é uma das entidades beneficiadas. O grupo recebe R$ 80 mil por ano em 12 parcelas

Os vereadores aprovaram na segunda-feira (31) em segunda discussão 18 projetos de lei que concedem subvenções a entidades assistenciais que desenvolvem projetos e atividades no município.

O Grupo Kino-Olho é uma das entidades beneficiadas. O grupo recebe R$ 80 mil por ano diluídos em 12 parcelas. O coordenador e cineasta João Paulo Miranda Maria explica que o dinheiro é utilizado em projetos de difusão cinematográfica. As atividades podem ser conferidas no blog do Kino-Olho no endereço kinoolho.com.br.

Segundo Miranda, o grupo realiza 12 oficinas de introdução ao cinema por ano nos bairros da periferia. A atividade é direcionada a escolas e entidades. Tem também o curso realizado com encontros semanais no Centro Cultural Roberto Palmari.

O cineasta explica que essa capacitação é mais profunda com leitura de textos e livros. O resultado é a criação de um terceiro projeto com produção de filmes profissionais. O grupo ainda produz uma revista mensal de crítica cinematográfica (está no nº 62) e realiza um festival, que está em sua quinta edição.

Miranda garante que esse investimento traz sim retorno. Os curtas e filmes produzidos pelo grupo receberam vários prêmios, há a questão da formação profissional, além da produção de conteúdos da história da cidade. Sem contar as crianças atendidas nas oficinas, que aprendem a utilizar o audiovisual para se expressar.

O Núcleo Artevida – Associação Beneficente, com sede no Jardim Bonsucesso, atende crianças e adolescentes. A ONG irá receber neste ano repasse de R$ 94.890,17. A entidade realiza projetos de artesanato, matemática, educação de jovens e adultos, acompanhamento escolar, coral, educação ambiental e informática.

Os recursos da prefeitura são utilizados para custear a infraestrutura da entidade. “O valor recebido através de subvenção é utilizado basicamente para quitar tarifas de água, energia, telefone e aplicado também no pagamento de recursos humanos”, explica.

As outras entidades beneficiadas são: Agência Adventista de Desenvolvimento e Recursos Assistenciais – Centra Brasileira – ADRA (R$ 30 mil); Apae (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Rio Claro) – R$ 29.418,20; Associação de Pais e Amigos do Centro de Habilitação Infantil “Princesa Victoria” – R$ 34.615,08; Instituto Allan Kardec – R$ 10.456,00; Sociedade Beneficente São João da Escócia – R$ 13.200,00; Associação Lute Pela Vida – Grupo de Apoio à Criança com Câncer (GACC) – R$ 86.170,92); União de Amigos do Menor (UDAM) – R$ 31.200,00; Educandário Santa Maria Goretti – R$ 48.563,64; Orquestra Filarmônica de Rio Claro – R$ 120.000,00; Orquestra Sinfônica de Rio Claro – R$ 210.000,00; Sociedade Musical “União dos Artistas Ferroviários” – R$ 150.000,00; Coral Municipal de Rio Claro “O Mensageiro” – R$ 42.000,00; e Associação Cultural Tempero D’Alma de Artes Cênicas – R$ 80.000,00.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: