Com o compromisso de levar saneamento e melhorar de forma contínua o sistema de esgotamento sanitário de Rio Claro, a concessionária BRK, responsável pelos serviços de coleta, afastamento e tratamento de esgoto do município, apresenta um pacote de obras para ampliação e modernização dos serviços na cidade a partir de 2022. O trabalho inicial consiste na implantação de novos coletores, que são tubos de grande porte, na região dos bairros Boa Vista I, II e Jardim Figueira.

A tubulação que será utilizada nas obras de extensão do sistema de coleta de esgoto já foi adquirida pela concessionária. Ao todo, 422 tubos, com seis metros de extensão cada e dimensões de 400mm e 300mm, serão implantados no município, em projeto que atende ao Plano Diretor de Esgoto de Rio Claro.

A gerente de engenharia da BRK, Analice Lima de Carvalho, explica que na região do Jardim Figueira serão implantados mais de dois mil metros da nova tubulação que coletará 64 litros de esgoto por segundo. Já na região do bairro Boa Vista, a nova rede terá a extensão de 392 metros e interligará a estação elevatória de esgoto existente no bairro (EEE Boa Vista I) à uma nova unidade de bombeamento (EEE Boa Vista II), projetada para uma vazão de 100 litros de esgoto por segundo, que também faz parte deste novo pacote de obras.

“Com a extensão da estrutura do sistema de coleta de esgoto, todo o efluente dessa região da cidade será conduzido até a ETE (Estação de Tratamento de Esgoto) Flores para ser tratado e, devidamente, devolvido à natureza”, destaca Analice. A gerente de engenharia informa ainda que as obras na região dos bairros Boa Vista I, II e Jardim Figueira estão previstas para ter início já em 2022.

Alexandre Leite, gerente de operações da BRK, comenta que o novo pacote de obras ampliará o índice de tratamento de esgoto da cidade. “Rio Claro já coleta atualmente perto de 100% do esgoto gerado na área urbana e trata 92% de todo este volume, o que equivale a mais de 43 milhões de litros diariamente. Com essas obras, conseguiremos ampliar estes números e ainda direcionar mais este esgoto para tratamento, ampliando o índice para 96% e, na sequência, para 100% com outros investimentos”, informa Alexandre Leite.

Outras grandes obras para ampliação e modernização dos serviços de esgotamento sanitário, como a construção de novas estações de bombeamento e ampliação de tratamento, além de novos coletores e redes, também estão programadas para os próximos anos. O pacote total de investimentos no período de cinco anos é de mais de R$ 110 milhões.

“Os novos projetos atendem a expansão urbana do município e resultam na universalização dos serviços de esgoto, além de garantirem a eficiência operacional do sistema de esgotamento sanitário da cidade, mantendo Rio Claro como referência em saneamento”, destaca o gerente de operações.

A sua assinatura é fundamental para continuarmos a oferecer informação de qualidade e credibilidade. Apoie o jornalismo do Jornal Cidade. Clique aqui.

Mais em Dia a Dia:

Pré-venda do iPhone 14 começa nesta sexta (7) no Brasil

Falecimentos: confira a necrologia de 07/10/2022