Em destaque, secretário municipal de Esportes, Reginaldo Breda

Matheus Pezzotti

Em destaque, secretário municipal de Esportes, Reginaldo Breda
Em destaque, secretário municipal de Esportes, Reginaldo Breda

Na última terça-feira (29), o secretário municipal de Esportes, Reginaldo Breda, participou do Jornal de Esportes, da Rádio Excelsior Jovem Pan News, e respondeu a questões do âncora, Luiz Carlos do Nascimento e dos comentaristas Eloy Roat e Tuca Ferreira, a respeito do ano do esporte na cidade.

“Novamente fomos campeões dos Jogos Regionais, fizemos a opção por não participar dos Jogos Abertos, porque era facultativo, e acertamos, por conta da situação financeira da prefeitura. Realizamos muitas coisas, como o Dente de Leite, o Amador e os campeonatos Extra-Amadores. Nas outras modalidades nós demos uma pausa. Fizemos uma pesquisa na cidade a respeito de a qual modalidade dar prosseguimento, o basquete foi escolhido e foi o que a gente fez. Não deixamos nada dos projetos de base parar e lançamos o projeto da zumba, com mais de 1.200 alunos. Para 2016, pretendemos fazer um segmento de acordo com as possibilidades financeiras da prefeitura e daquilo que for ordenado pelo governo”, afirma.

Recentemente, o técnico do atletismo, Guilherme Pizzirani, comentou sobre a paralisação da modalidade em Rio Claro e também questionado sobre isso, Breda explicou que, para reduzir os custos, foi feita uma opção de manter o que era possível e que agregava o número maior de participantes.

“Mas não desistimos das outras modalidades, tanto é que fomos campeões dos Jogos Regionais, até agosto mantivemos uma estrutura e estamos trabalhando forte para que isso não deixe de existir na cidade”, diz.

Sobre a ajuda financeira para o Rio Claro FC e Velo Clube, o secretário disse que há a participação do poder público com pagamentos da energia e manutenção dos estádios, transporte para ambos, duas casas alugadas para cada um dos clubes e os laudos que vão vencer em janeiro, como estrutural e elétrico.

“A nossa participação é grande, tanto como foi nos outros anos em que colocamos as arquibancadas tubulares”, ressalta.

Sobre os dois estádios municipais, Breda comentou que há um acordo com a Federação Paulista de Futebol (FPF), que com o Benitão adequado, com laudo e aumento de capacidade com o projeto desenvolvido, para duas mil pessoas, os times poderão jogar na cidade normalmente. O Rio Claro FC deve somente apresentar um projeto novo do Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros (AVCB).

O Benitão vai suprir a necessidade que a FPF deseja e o Rio Claro FC vai poder jogar seus jogos no Schmidtão. Sei que têm outras linhas políticas na FPF que podem questionar alguma coisa, então vamos aguardar. Até agora está tudo certo, mas vamos confirmar só quando recebermos a notícia, no começo do ano. Já deve estar definido por conta do estatuto. Então estou tranquilo com isso, caso contrário a FPF já teria nos notificado que teria algo para fazermos em termos de adequações”, finaliza.