Bailarino precisa de ajuda para estudar

116

 

Laura Tesseti

Thierry vai para Joinville estudar ballet, mas precisará de ajuda para conseguir se manter
Thierry vai para Joinville estudar ballet, mas precisará de ajuda para conseguir se manter

O bailarino gertrudense Thierry Danilo Gonçalves, de 15 anos, tem chamado atenção por uma brilhante conquista: ser selecionado entre mais de 500 dançarinos para estudar na Escola do Bolshoi, localizada em Joinville.

Mas nem tudo são flores. O curso é gratuito, assim como o transporte para a escola de dança, mas a moradia precisa ser custeada pela família do aluno. E, além disso, Thierry precisa continuar estudando regularmente no Ensino Médio e apresentar bom despenho para que siga com as aulas de ballet no Bolshoi.

Sirlene Bento da Silva, mãe do bailarino, trabalha como faxineira no velório municipal em Santa Gertrudes e usa as horas de almoço e as após o expediente para fazer limpeza em casas e escritórios. “Fazemos de tudo para ele seguir com esse sonho, pagamos uma escola particular para ele poder cursar o Ensino Médio de manhã e continuar com o ballet à tarde. Temos 50% de bolsa na escola”, conta Sirlene.

O pai de Thierry trabalha há 12 anos em uma indústria cerâmica no turno da noite e aproveita o dia para ajudar e incentivar o jovem. “Levo meu filho para os lugares sempre que posso e ensinamos que ele tem que seguir seu sonho. Essa conquista o fará crescer muito, mas precisamos de ajuda”, fala.

Thierry chegou à família com apenas um ano de vida, assim como uma de suas irmãs. “Adotamos ele e nossa filha mais nova e ensinamos a todos que precisamos buscar sempre seus objetivos com muito respeito ao próximo”, diz a mãe.

Além do bailarino e dos pais, mais três irmãos completam a família.

O jovem possui um grau de miopia bastante alto e, quando não está dançando, usa óculos, mas necessita de lentes específicas para poder ensaiar e realizar apresentações. “Esse é outro problema que encontramos, pois a cada três meses elas precisam ser trocadas”, conta Sirlene.

A família vai até Joinville para conhecer o local onde Thierry irá estudar e também morar.

O incentivo ao jovem é grande, assim como o orgulho dos pais pelos passos já alcançados, mas a preocupação com a parte financeira existe. “Vamos precisar de ajuda para poder manter Thierry lá, pois os gastos serão maiores e aqui já fazemos de tudo para que ele possa continuar investindo na dança. Pedimos que quem puder entre em contato conosco, pois toda ajuda é bem-vinda”, finalizam os pais.

Informações de como ajudar o bailarino gertrudense serão repassadas pelo telefone (19) 9.9898-2753, com Sirlene.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: