Ramon Rossi

 Em decreto publicado no Diário Oficial do município, o prefeito Junior Franco (DEM) definiu que, para conter a disseminação do novo coronavírus, estabelecimentos de serviços considerados essenciais deverão proibir que pessoas sem máscara entrem no local. Segundo o texto, caberá a esses prestadores de serviços adotar as medidas necessárias para impedir a entrada e a permanência de pessoas que não estiverem fazendo o uso.

No último domingo (3) mais dois casos de Covid-19 foram confirmados. Ao todo, são 24 na cidade. Os dois pacientes já estavam internados em isolamento há alguns dias e aguardavam o resultado do exame para diagnóstico do caso. Além deles, há outros cinco ararenses que testaram positivo e seguiam internados até a noite desta sexta – três deles na UTI.

As 24 confirmações envolvem, além das sete pessoas hospitalizadas, 10 que testaram positivo e já estão liberadas para voltar às atividades normais, cinco que seguem em isolamento domiciliar por ainda estarem em período de transmissão e dois óbitos em decorrência da Covid-19.

 Até o momento, a cidade registra 131 notificações da doença – esses dados envolvem casos suspeitos em investigação, confirmados e também descartados. Além dos 24 pacientes que testaram positivo, há outros 100 já negativados após análises laboratoriais e 7 casos aguardando resultado de exames para diagnóstico do caso. As suspeitas notificadas envolvem pacientes de Araras, internados em hospitais da cidade e também profissionais que trabalham na área da saúde, além de pessoas que fizeram testes particulares em laboratórios credenciados de Araras.

No mesmo decreto, o chefe do Executivo estendeu o prazo da quarentena para dia 10 de maio, em decorrência da pandemia da Covid-19. É que de acordo com o Decreto nº 6.662, de 23 de março de 2020, a quarentena em Araras estava prevista até dia 30 de abril, mas teve de se adaptar, seguindo a determinação do Governo Estadual para todos os municípios paulistas.

A sua assinatura é fundamental para continuarmos a oferecer informação de qualidade e credibilidade. Apoie o jornalismo do Jornal Cidade. Clique aqui.

Mais em Dia a Dia: