JOSÉ MARQUES – SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS)

Após decisão do presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), ministro Dias Toffoli, de suspender investigações relacionadas ao senador José Serra (PSDB-SP), o juiz federal Diego Paes Moreira suspendeu nesta quinta (30) ação da Lava Jato de São Paulo que acusa o tucano de lavagem de dinheiro.

Segundo o magistrado, apesar de a determinação do STF “não determinar de forma explícita que a presente ação penal seria abrangida pela determinação de suspensão”, ele decidiu suspender a ação penal “por cautela”.

“Assim, em cumprimento ao quanto determinado pelo Supremo Tribunal Federal na Reclamação 42.355, suspenda-se o andamento dos presentes autos”, disse Moreira.

O juiz havia aceitado uma denúncia do Ministério Público Federal que acusava Serra de usar cargo e influência política para receber da Odebrecht pagamentos indevidos em troca de benefícios relacionados às obras do Rodoanel Sul. O senador nega que tenha cometido qualquer irregularidade.

Dias Toffoli suspendeu nesta quarta-feira (29) duas investigações contra o senador José Serra.

Uma delas foi a Operação Revoada, da Lava Jato de São Paulo, que fez busca e apreensão em imóveis ligados ao tucano e à sua filha, Verônica.

A outra apuração suspensa pelo presidente do Supremo é tocada pela Polícia Federal e pelo Ministério Público de São Paulo e tramita na Justiça Eleitoral de São Paulo. Nela, Serra é investigado sob suspeita de caixa dois nas eleições de 2014.