Aos 92 anos, morre o médico Clayton de Angelis

1362

Nesta terça (13), morreu em Rio Claro o médico Clayton de Angelis. Clayton estava com 92 ano e deixa viúva Dejanira de Franceschi de Angelis, os filhos Abel e André, além de três netos.

O corpo do médico está sendo velado no Velório Municipal de Rio Claro e o sepultamento será às 13:30h, no Cemitério São João Batista.

Biografia

Apesar de ser nascido em Pitangueiras (SP), Clayton se mudou ainda jovem para Rio Claro, onde ficou boa parte do tempo até o fim de sua vida.

Ele trabalhou em hospitais em São Paulo e Rio Claro. Em 1957, ingressou como médico do Estado para o Departamento de Profilaxia da Lepra e em 1958 transferiu-se para a divisão da Tuberculose, ambos em Araçatuba.O médico retornou para Rio Claro em 1966 para atender no Serviço Obstétrico Domiciliar do Departamento Estadual da Criança.

Ainda em Rio Claro, Clayton de Angelis dedicou boa parte da carreira à saúde pública, onde atuou muito no sentido da medicina preventiva. Na cidade, o médico também ocupou os cargos de diretor do Centro de Saúde e depois diretor de Distrito Sanitário.

Clayton de Angelis também prestou seus serviços ao Jornal Cidade, onde escreveu artigos médicos por vários anos.

Em Novembro de 2018, o médico foi homenageado na Câmara Municipal de Rio Claro, onde recebeu o título de Cidadão Rio-clarense, em projeto da vereadora Maria do Carmo Guilherme (MDB).

Qual sua opinião? Deixe um comentário: