Alunos da capital vem a RC para visitar estação de tratamento

60

Divulgação

Regina Ferreira explicou em detalhes todo o funcionamento da estação, primeira no interior paulista a funcionar dentro de um aterro sanitário
Regina Ferreira explicou em detalhes todo o funcionamento da estação, primeira no interior paulista a funcionar dentro de um aterro sanitário

A estação de tratamento de chorume de Rio Claro recebeu a visita de um grupo de alunos do ensino fundamental do Colégio Santa Clara, de São Paulo. O grupo esteve na quinta e sexta-feira, dia 15 e 16, e foi acompanhado pela responsável pelo Departamento de Resíduos Sólidos da Sepladema, engenheira Regina Ferreira da Silva.

Regina Ferreira explicou em detalhes todo o funcionamento da estação, a primeira no interior de São Paulo a funcionar dentro de um aterro sanitário obedecendo todas as normas ambientais. Os alunos farão relatório para trabalhos solicitados por seus professores.

A estação de tratamento de chorume de Rio Claro, inaugurada em junho de 2013 com um investimento de R$ 2,5 milhões, teve sua licença de operação renovada recentemente pela Cetesb – Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental do Estado. A renovação tem validade até 2019. O chorume é o líquido gerado pelo lixo e considerado extremamente poluente.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: