Alex Afonso fala sobre sua demissão do Rio Claro FC

101

Matheus Pezzotti

Depois de três anos no clube, na última quarta-feira (8), o ciclo de Alex Afonso foi encerrado no Rio Claro FC. Em entrevista para o repórter Biduzinho, da Excelsior Jovem Pan News, o dirigente falou a respeito da decisão do presidente Luiz Balbo em demiti-lo.

“Pelo que o Balbo optou em fazer no segundo semestre, não tem por que ter muitos funcionários no clube e acabou me dispensando. Acabei ficando sem função e acho que é natural a minha saída. Balbo ainda me disse que, se o pessoal do Sub-20 continuasse pagando meu salário, eu ficaria, mas acho que não iriam fazer isso, eu também não gostaria que fosse dessa maneira e acabamos acertando minha saída”, diz.

Alex Afonso (uniforme azul) foi dirigente no clube até o Paulistão 2015
Alex Afonso (uniforme azul) foi dirigente no clube até o Paulistão 2015

Em junho, Balbo anunciou Luis dos Reis como treinador para o Paulistão 2016 e mesmo com essa busca de jogadores optou pela dispensa do diretor.

“Não tem muita explicação, sempre foi a cabeça do Balbo que pensou as coisas no clube e tomou a decisão que achou melhor. Mas para mim foi fantástico. Saber os detalhes, como funciona cada parte do clube. Aprendi demais”, acrescenta.

Apesar da demissão, Balbo convidou Alex Afonso para retornar em outubro, quando terá início a pré-temporada do Galo Azul para o estadual, mas, com duas propostas de trabalho, não confirma sua volta.

“Tem eleição no clube em setembro, mas não posso ficar esperando essa situação porque tenho família, preciso trabalhar e vou analisar com minha família o que será melhor para a gente. Trabalhei com a razão, mas muito com o coração em retribuição por tudo que o clube fez por mim no final da minha carreira como jogador e início de uma carreira como diretor. Se por acaso estiver trabalhando, não sei se terei a disponibilidade de voltar”, comenta.

Apesar da tristeza em deixar o clube, Alex Afonso diz que não há mágoas com o presidente e aproveita para agradecer ao mandatário pela oportunidade.

“O Balbo tem uma maneira de administrar e todos os anos que passei aqui, desde 2012, vi esse tipo de mudança e sabia que poderia acontecer comigo. Mas sou muito grato por ter confiado o clube em minhas mãos nesse tempo. Havia pedido uma pessoa experiente para me ajudar, mas ele me fez aprender na marra, me deu essa oportunidade. Ele tem essa maneira de administrar, uns concordam, outros não, mas só tenho a dizer obrigado por tudo que fez por mim”, finaliza.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: