Reforma no novo prédio da Câmara Municipal de Cordeirópolis foi inaugurada na última semana de dezembro e custou R$ 1 milhão

Vivian Guilherme

Os laudos de funcionamento da nova Câmara de Cordeirópolis nem foram expedidos e o prédio já apresenta problemas, novamente. Nesta semana, o presidente da Câmara Laerte Lourenço, juntamente com seu departamento jurídico, notificou a empresa responsável pela fiscalização da reforma do prédio para reparar as falhas encontradas na execução dos serviços.

Prédio apresenta infiltrações e outros problemas
Prédio apresenta infiltrações e outros problemas

De acordo com o contrato previsto em lei, há uma garantia de serviço com prazo de cinco anos, portanto, o presidente da Casa já busca as soluções para reparar os erros. Nesse caso devem realizar reparações nas infiltrações pelo teto e nas portas. A empresa terá o prazo de 30 dias para cumprir e, caso não o faça, serão tomadas as medidas judiciais cabíveis, bem como a aplicação de multas previstas no contrato.

Mais de R$ 5 mi – Prédio foi inaugurado em 2010, mas apresentou problemas e ficou interditado. Custo de construção e reforma foi de mais de R$ 5 milhões. 

Mais em Notícias:

Acidente com vítima fatal é registrado no Cervezão

Santa registra 224 casos positivos da Covid-19