Um vídeo que circula nas redes sociais mostra uma dupla de instrutores que iriam saltar de uma cachoeira localizada na cidade Ibaté, na manhã de domingo (13), de uma altura de cerca de 70 metros e, as imagens impressionam, mas ambos passam bem. De acordo com Adelino Martins, integrante do grupo Vida nas Cordas e responsável pela atividade, o sistema de segurança do equipamento foi acionado para resguardar o casal, que pratica o esporte há tempos e é devidamente capacitado para o mesmo. A mulher é da cidade de Rio Claro.

“Gostaria de ressaltar que estávamos lá praticando um esporte radical ao qual sabemos exatamente como devemos praticar. O sistema de segurança foi acionado, os dois foram socorridos e levados para o hospital para passar pelos cuidados médicos e hoje já estão até trabalhando. Ambos são instrutores e como todos os esportes, existem riscos”, comenta Martins.

Ainda de acordo com o instrutor responsável, o salto que o casal faria é conhecido como “ropjump”, considerado o segundo mais radical do mundo.

Publicidade

Mais em Dia a Dia:

Rio Claro tem 4.661 casos de Covid-19 e 135 óbitos

‘Meu segundo lar’, fala motorista de caminhão