Com leve domínio do Rubro-Verde, times desperdiçaram várias chances de gol e placar seguiu inalterado até o apito final (Foto: Claudinei Plaza/dgabc)

Matheus Pezzotti

Com leve domínio do Rubro-Verde, times desperdiçaram várias chances de gol e placar seguiu inalterado até o apito final (Foto: Claudinei Plaza/dgabc)
Com leve domínio do Rubro-Verde, times desperdiçaram várias chances de gol e placar seguiu inalterado até o apito final (Foto: Claudinei Plaza/dgabc)

Na tarde deste sábado (4), Velo Clube e Santo André empataram em 0 a 0 no estádio Bruno José Daniel, pela 14ª rodada da série A-2.

De um lado, o Rubro-Verde que buscava a reabilitação para se distanciar do rebaixamento. Do outro, os donos da casa que tinham como objetivo conquistar os três pontos para chegar à zona de acesso.

Mas com a igualdade no placar, ao final do jogo, o time comandando pelo técnico João Vallim estava na 15ª posição, com 15 pontos, dois a mais que o Comercial, primeiro time no Z-4 e o Ramalhão em nono, com 23, mas ainda próximo do G-4.

O Rubro-Verde volta a campo na próxima quarta-feira (8), às 20h, contra o Mirassol, no Benitão.

O JOGO
Apesar de jogar fora de casa, o Velo Clube teve personalidade e mostrou que havia esquecido a goleada sofrida por 6 a 2 em casa para o Novorizontino no Benitão e partiu para cima e criou a primeira chance clara aos quatro minutos, com Leleco, que recebeu enfiada de bola, ficou de frente para o gol, mas demorou para finalizar e o goleiro Roberto saltou nos pés do atacante para defender.

O susto acordou o Santo André, que explorava o lado esquerdo velista, mas cruzava sem qualidade. Antes do intervalo, o Velo ainda teve chance com Diego Higino, que recebeu de Leleco em contra-ataque, mas bateu fraco, nas mãos do goleiro.

Na volta do intervalo, logo aos 30 segundos, Leleco avançou, mas bateu cruzado para fora e desperdiçou outra chance. O Rubro-Verde seguiu pressionando e aos dois minutos, Diego Higino finalizou para fora.

Sentindo a pressão, Vilson Tadei fez modificações e o Santo André voltou ao jogo e aos 16, na área, Helton Luiz bateu cruzado e Rafael fez grande defesa. Aos 23, Diego Higino bateu cruzado dentro da área e a bola passou rente a trave.

Se Leleco perdeu grande chance no primeiro tempo, Tauã, desperdiçou aos 32. Após cruzamento, na pequena área, o atacante bateu por cima do gol e aos 39, foi a vez de Judson. Em contra-ataque, cruzamento na área que o camisa 10 do Velo bateu, Roberto deu rebote e na sobra, bateu totalmente torto, para fora e com várias chances desperdiçadas de ambos os times, o placar seguiu inalterado até o final.

FICHA TÉCNICA
SANTO ANDRÉ 0 x 0 VELO CLUBE
Local: estádio, Bruno José Daniel, em Santo André.
Público: 1.100 pagantes.
Renda: R$ 8.730,00.
Árbitro: Alysson Fernandes Matias.
Assistentes: Leandro Alves de Souza e Domingos da Silva Chagas.
Cartões amarelos: Jonas, André Bilinha, Tauã e Luiz Matheus (Santo André) e Rafael Pin, Calixto, Ricardinho e Selmir (Velo Clube).

SANTO ANDRÉ
Roberto; Samuel, Jonas, Rayan e Renato Peixe; André Bilinha, Dudu (Jackson), Guilherme Garré (Michael) e Helton Luiz (Anderson Bartola); Tauã e Müller Fernandes. Técnico: Vilson Tadei.

VELO CLUBE
Rafael Pin; Mizael, Dogão, Tiago Bernardi e Calixto (Tom); Ricardinho (Marquinhos), Teco, Renatinho e Judson; Leleco (Luis Felipe) e Diego Higino. Técnico: João Vallim.

A sua assinatura é fundamental para continuarmos a oferecer informação de qualidade e credibilidade. Apoie o jornalismo do Jornal Cidade. Clique aqui.

Mais em Esportes:

Shopping Rio Claro tem ponto de troca de figurinhas da Copa

Rio Claro enfrenta Bauru nos playoffs

Rio Claro é vice-campeã dos Jogos Regionais 2022