Vandalismo no Jardim Público gera discussão sobre a situação de outros monumentos

161

Ednéia Silva

O sumiço da estátua da deusa Diana e a depredação do Índio no Jardim Público levantam a discussão sobre a situação dos monumentos históricos da cidade. Como são feitas a manutenção e limpeza? Há algum cuidado e proteção especial para aqueles confeccionados em metais nobres, que podem ser alvos de furto?

No Jardim Público, que é tombado pelo Condephaat (Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico Arqueológico, Artístico e Turístico), tem a Fonte do Índio feita de cimento, a deusa Diana roubada no domingo, o Anjo da Concórdia de mármore e pedestal de granito, estátua de Arthur Bilac em bronze com pedestal de granito e um busto de bronze do Barão do Rio Branco sobre um pedestal de granito.

Estátua do Anjo da Concórdia feita de mármore com pedestal de granito fica exposta no Jardim Público (foto arquivo)
Estátua do Anjo da Concórdia feita de mármore com pedestal de granito fica exposta no Jardim Público (foto arquivo)

Na Praça da Liberdade tem o obelisco republicado, monumento feito de cimento; a Árvore da Liberdade, plantada em 15 de dezembro de 1889 comemorando o 30º dia da implantação da República do Brasil; obelisco em comemoração ao primeiro centenário da fundação de Rio Claro feito de granito com duas placas de ferro; e o busto do deputado Ulysses Silveira Guimarães construído em granito.

Na Floresta Estadual há duas hermas do Dr. Edmundo Navarro de Andrade, cujas figuras são em bronze e os pedestais em granito. Rio Claro também tem outros monumentos mais novos, como a homenagem ao 21º Campeonato Mundial de Balonismo em Rio Claro, a réplica da Torre Eiffel, a estrutura em honra à maçonaria, o Jardim Oriental que celebra a cultura japonesa e os totens construídos em alguns pontos. Essas obras são apenas os monumentos. Rio Claro possui prédios tombados, cuja arquitetura não pode ser alterada sem autorização do Condephaat.

A prefeitura esclarece que “a limpeza e manutenção dos monumentos são feitas dentro da programação de serviços realizados pela Secretaria de Manutenção e Paisagismo em todo o município. Ou seja, é feito por setores e inclui limpeza de vias públicas, praças, canteiros centrais, rotatórias, terrenos, podas de árvores e outros serviços. Assim que termina o último setor, as equipes retornam ao primeiro, de modo que o trabalho é feito ininterruptamente”.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: