Unidades reformadas terão horário ampliado até 20h em Rio Claro

631

Um projeto que vem de anos finalmente está saindo do papel. Trata-se dos investimentos que o Claretiano fará no município como forma de contrapartida pela implantação do curso de Medicina na faculdade. A parceria com a Prefeitura de Rio Claro possibilitará a reforma de quatro unidades de saúde da família (USFs) na ordem de R$ 2 milhões. Com as novas estruturas, em breve tais unidades terão seu horário de atendimento ampliado para até as 20 horas.

Em solenidade realizada nessa terça-feira (5), no auditório do centro universitário e que contou com a presença do prefeito João Teixeira Junior (DEM), a secretária de Saúde Maria Clélia Bauer, o presidente da Câmara Municipal André Godoy e Pe. Luiz Claudemir Botteon, reitor do Claretiano, foi anunciado que os trabalhos de reforma terão início já na próxima semana nas unidades dos bairros Bonsucesso/Novo Wenzel, Jardim Novo I, Mãe Preta e Jardim Terra Nova, que já contam com estágio dos alunos do curso de Medicina.

Toda a parceria é ligada aos Contratos Organizativos de Ação Pública de Ensino-Saúde (Coapes), vinculado ao programa Mais Médicos do Governo Federal, e que vinha sendo desenvolvido junto à Fundação Municipal de Saúde. “Esse investimento deve ser compartilhado entre a instituição de ensino e a saúde pública de Rio Claro. Em consenso com o Claretiano, fizemos a escolha através do perfil do município que tenha maior vulnerabilidade para contemplar as unidades”, afirmou a secretária Maria Clélia Bauer.

Botteon lembrou que o projeto possibilitará melhor aprendizado aos próprios alunos do curso, uma vez que as unidades estarão equipadas para o desenvolvimento do trabalho. “Estaremos reformando os prédios, dando novas oportunidades de atendimento, mas os efetivos desses alunos de poderem estar lá fazendo os atendimentos aos pacientes nós veremos daqui a três anos, quando a turma estiver no internato e na residência médica. Precisamos da estrutura agora para os estudantes que tenham condições de fazer os atendimentos junto com os professores e nas unidades buscar os casos, vir à faculdade, estudá-los, voltem com soluções aos pacientes até que estejam aptos a termos um contingente de 60 novos estudantes de medicina dando mais atendimento à população”, acrescenta.

O prefeito Juninho da Padaria afirmou que essa parceria possibilita “fazer políticas públicas pensando no bem comum e atender quem precisa. Estamos falando de bairros que merecem atenção. São R$ 2 milhões em investimentos. São pessoas simples que precisam do poder público trabalhando de forma efetiva”, disse. O vereador André Godoy (DEM) lembrou que o trabalho da Câmara Municipal “foi fundamental para aprovar a lei que deliberava sobre a parceria dos Coapes com a Prefeitura”, concluiu.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: