Um milhão de quilômetros num Verona 1990

1864

As idas e vindas do professor de Engenharia Creso Peixoto, de Rio Claro, foram destaque no domingo (16) em reportagem especial no programa Fantástico, da Rede Globo. Em seus deslocamentos diários para o trabalho em faculdades de São Bernardo do Campo, São Paulo, Campinas e Ribeirão Preto, o professor já percorreu um milhão de quilômetros nas últimas três décadas.

E não é só a alta quilometragem que chama a atenção na história de Creso. O detalhe mais importante é que o um milhão de quilômetros foi percorrido a bordo do mesmo carro, um Verona ano 1990. Já chega a dez o número de vezes que o odômetro do veículo zerou até somar a longa distância.

Por telefone, em meio à rotina de viagens para lecionar nas universidades espalhadas pelo Estado de São Paulo, o professor conversou com a reportagem do JC nessa segunda-feira (17), enquanto vivia a repercussão da reportagem em cadeia nacional. “Vale destacar que o carro era da família, somente depois passou a ser o meu veículo para trabalho.”

Nessas três décadas de viagem, tudo foi detalhadamente documentado pelo professor e motorista do veículo. Além de manutenção semestral, só em combustível foram gastos quase 100 mil litros de álcool.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: