Tráfico internacional: organização criminosa de Rio Claro é desarticulada

208

Carine Corrêa

O novo delegado seccional do município Miguel Wil Cornacchioni Escrivão
O novo delegado seccional do município Miguel Wil Cornacchioni Escrivão

Após uma investigação de quatro meses, a Polícia Civil de Rio Claro desarticulou uma organização criminosa contendo membros do município. A investigação foi revelada nesta terça-feira, dia 27, em comunicado para a imprensa local.

A operação teve início no Estado de Mato Grosso do Sul, quando um fiscalizador na fronteira com o Estado de São Paulo suspeitou de dois veículos com placas de Rio Claro. O fiscalizador acionou a Delegacia de Investigações Gerais de Rio Claro (DIG), que em pesquisa constatou que os carros haviam sido furtados em Rio Claro em data anterior. Dias depois, a droga foi interceptada próximo da fronteira do Brasil com o Paraguai. “A partir do momento em que a fiscalização da fronteira do estado de São Paulo com o Mato Grosso do Sul desconfiou dos veículos de Rio Claro nós instauramos um inquérito”, detalhou o novo delegado seccional do município Miguel Wil Cornacchioni Escrivão.

Até agora dezesseis pessoas entre homens e mulheres estão sendo investigadas, incluindo além de Rio Claro, membros de Botucatu,  Mato Grosso do Sul e Goiás. “Eles iriam trazer para o Carnaval uma tonelada e duzentos quilos de maconha. A droga seria distribuída para a região de Rio Claro”, acrescentou Escrivão.

A droga que foi interceptada na fronteira do Paraguai seria trocada pelos veículos. Dos 16 membros, quatro estão foragidos. Oito pessoas estão sendo interrogadas pela DIG de Rio Claro.

4 COMENTÁRIOS

  1. COM TROCA DE DELEGADO PARECE JÁ DAR ALGUM RESULTADO!!JÁ DEU PARA PERCEBER QUE O DR MIGUEL WIL CORNACCHIONI NÃO ESTA PAR BRINCADEIRAS!!!!!O RESPEITO JÁ ESTA SURGINDO OS EFEITOS QUE A POPULAÇÃO DE *BEM* ESPERA DA POLICIA!!!!REALMENTE NÃO E O FIM, MAS JÁ E UM GRANDE PASSO CONTRA, ESTE MAL QUE DESTRÓI FAMÍLIAS !!!E JOVENS VICIADOS!!!!

  2. Agente fica contente quando as autoridades policiais prendem essa gente, porque na minha opinião, traficantes são terroristas porque acabam ocupando o lugar de governantes e chegam a controlar parcelas da população destruindo famílias e levando as a morte. Quando no Brasil começarem a tratar bandidos como bandidos, aí as coisas vão começar a mudar. Nossas leis são muito brandas e não pune ninguém como se deve, pois eles já decretaram nossa pena de morte e ainda nossa presidente fica indignada com a pena de morte na Indonésia, talvez ela não se deu conta da gravidade do nosso problema ou não quer perder o voto dos adeptos.

    • Agente fica contente quando as autoridades policiais prendem essa gente, porque na minha opinião, traficantes são terroristas porque acabam ocupando o lugar de governantes e chegam a controlar parcelas da população destruindo famílias e levando as a morte. Quando o Brasil começar a tratar bandido como bandido aí as coisas vão começar a mudar. Nossas leis são muito brandas e não pune ninguém como se deve, pois eles já decretaram nossa pena de morte e ainda nossa presidente fica indignada com a lei na Indonésia, talvez ela não se deu conta da gravidade do nosso problema ou não quer perder o voto dos adeptos desse terrorismo social.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: