Situação das rodovias preocupa munícipes

159

Vivian Guilherme

A situação das rodovias que cercam as cidades da região não é boa. Para quem trafega diariamente pelos trechos, dirigir por apenas oito quilômetros pode significar muita dor de cabeça. Nas redes sociais, munícipes não se cansam de reclamar da grande quantidade de buracos, falta de sinalização, mato alto e ausência de manutenção.

As reclamações são as mesmas acerca da Rodovia SP-316 que liga Rio Claro até o bairro de Cascalho, em Cordeirópolis, passando por Santa Gertrudes; a Rodovia Dr. Cassio de Freitas Levy, Limeira-Cordeirópolis; e a vicinal Nicolau Marotti, que liga Rio Claro-Corumbataí.

Motoristas reclamam de buracos, mato alto, ondulações na pista, falta de sinalização e manutenção, além da insistente solicitação por duplicação da via
Motoristas reclamam de buracos, mato alto, ondulações na pista, falta de sinalização e manutenção, além da insistente solicitação por duplicação da via

RODOVIA DR. CÁSSIO DE FREITAS LEVY

Há anos o Grupo JC acompanha queixas sobre as condições da Rodovia Dr. Cássio de Freitas Levy, que liga Cordeirópolis a Limeira. As reclamações, recorrentes, são de buracos, mato alto, ondulações na pista, falta de sinalização, manutenção e acostamento, além da insistente solicitação por duplicação da via, que já foi palco de tantos acidentes, muitos com vítimas fatais.

O problema da rodovia é, na verdade, um impasse entre os municípios interligados. O pedágio local tem seus recursos direcionados para a administração de Limeira, que segundo moradores da cidade de Cordeirópolis, não investe o valor arrecadado em melhorias para a rodovia.

No mês passado, o vereador cordeiropolense Alceu Guimarães fez um requerimento de repúdio à secretária de Mobilidade Urbana de Limeira, Andréa Júlia Soares, que em entrevista a uma emissora de televisão disse que no entendimento da administração limeirense, “a situação da rodovia não apresentava riscos aos motoristas”.

Indignado com a declaração, o vereador disse ao JR que o requerimento tem o intuito de “fortalecer a luta para que seja aplicado o Termo de Ajuste de Conduta (TAC) assinado pela prefeitura e Ministério Público”. Segundo o vereador, os problemas são os mesmos de 2012: a necessidade de duplicação, sinalização, acostamentos, atendimento de guincho, iluminação, qualidade da estrutura para os funcionários da praça do pedágio, telefone de socorro e isenção do pagamento para veículos com placas das cidades vizinhas.

“Coloco mais uma vez em evidência o baixo investimento na rodovia com base na arrecadação, não sabemos o motivos de um investimento tão ínfimo”, frisa Guimarães. Vale lembrar, que segundo divulgação da prefeitura de Limeira, apenas no ano de 2014 foi arrecadado aproximadamente de R$ 4,7 milhões com o pedágio local.

Em agosto de 2014, o JR conversou com secretário de serviços públicos de Limeira, Marcelo Coghi, que disse à reportagem que a cidade não tinha condições financeiras para duplicar a via e que uma das possibilidades analisadas era terceirizar toda a manutenção da estrada.

Na oportunidade, sobre os listados no TAC, Coghi afirmou que o termo não havia sido homologado, portanto a prefeitura não era obrigada a realizar. O secretário afirmou ainda que a administração de Limeira realiza a manutenção como a sinalização, tapa-buracos e capinação. O JR entrou em contato com o Ministério Público e aguarda novas informações do promotor responsável pelo caso.

RODOVIA CONSTANTE PERUCHI

SP-316: Trecho de Cascalho tem muitos buracos e ondulações na pista
SP-316: Trecho de Cascalho tem muitos buracos e ondulações na pista

Após muito tempo de espera e várias promessas, ao que tudo indica, a situação da SP-316 deve ser resolvida em breve. Foi divulgado no Diário Oficial do Estado, no último sábado (28), o nome da empresa que venceu a licitação para as obras de recuperação, melhorias e duplicação da Rodovia. A empresa Conter Construções e Comércio S/A venceu o processo licitatório com proposta de R$ 52.690.841,57. A concorrência foi encerrada em agosto do ano passado, mas somente agora saiu o resultado oficial.

Segundo informações da assessoria do deputado estadual Aldo Demarchi, as obras devem começar ainda neste mês. Além de restauração do pavimento e acostamentos asfaltados, está previsto duplicar aproximadamente 1,6 quilômetro de pista em Cordeirópolis e de pouco menos de cinco quilômetros entre Rio Claro e Santa Gertrudes, trecho em que também será implantada ciclovia. O prazo de execução foi fixado em doze meses.

O prefeito de Santa Gertrudes, Rogério Pascon, já havia comentado sobre a necessidade de agilizar a obra devido às péssimas condições da estrada. De acordo com ele, a rodovia está um “caos e muito perigosa”, com muitos buracos na pista. Nas redes sociais, munícipes postaram fotos de trecho da rodovia encobertos com água, além dos muitos buracos.

Novamente questionado após o resultado oficial da licitação, o prefeito disse que “a obra na Rodovia é muito importante e vai beneficiar toda a região, há muito tempo que lutávamos por isso, desde o tempo em que fui vereador lutávamos por essa obra e agora continuo cobrando para conseguir essas melhorias. Essa é uma grande conquista”, afirma o prefeito.

Segundo Pascon, diariamente circulam mais de 5.700 veículos só no trecho entre Santa Gertrudes e Rio Claro por essa rodovia. “Além disso, muitas pessoas vão ao trabalho de bicicleta ou até mesmo a pé, então é preciso mais segurança para quem frequenta essa rodovia. Aguardamos ansiosos o início das obras”, finaliza.

VICINAL NICOLAU MAROTTI 

Vicinal Nicolau Marotti tem muitos buracos e fluxo intenso de veículos
Vicinal Nicolau Marotti tem muitos buracos e fluxo intenso de veículos

Muitos buracos e ondulações no asfalto. É como os motoristas costumam descrever a estrada vicinal Nicolau Marotti, que liga o município de Rio Claro a Corumbataí.

Segundo informações da prefeitura de Corumbataí, a administração segue na tentativa de melhorar as condições viárias do trecho e recentemente realizou, em parceria com a Centrovias, um levantamento sobre as cidades que mais utilizam a via.

Ainda sobre vias em Corumbataí, no último dia 26, o Governo do Estado de São Paulo autorizou o repasse de R$ 1.283.205,64, para implementar melhorias em dez quilômetros de estrada no bairro Santa Elza, que faz divisa entre os municípios de Corumbataí, Rio Claro e Leme.

O convênio foi assinado através da secretaria da Agricultura e Abastecimento, que prevê melhorias para as áreas rurais em municípios do Estado.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: