Sindicância avança em Santa Gertrudes

61

Vivian Guilherme

O prefeito Rogério Pascon durante entrevista aos jornalistas Antonio Archangelo e Vivian Guilherme, do Grupo JC
O prefeito Rogério Pascon durante entrevista aos jornalistas Antonio Archangelo e Vivian Guilherme, do Grupo JC

Em agosto deste ano, o prefeito de Santa Gertrudes, Rogério Pascon, e a secretária de saúde, Arlete Martins, determinaram a abertura de uma sindicância para apurar as possíveis anormalidades na área da Saúde.
Sobre a sindicância da Saúde, Pascon disse nessa semana ao Grupo JC que muitas coisas já foram apuradas e que o balanço final deve ser divulgado ainda no final deste ano.

Segundo o prefeito, a abertura da sindicância já permitiu sanar diversos erros no setor. “Tinha um consumo desenfreado de pessoas de outras cidades retirando remédios. Com o primeiro impacto, alguns erros já conseguimos sanar”, explica.

Pascon comenta ainda que o processo já permitiu apurar a responsabilidade e as medidas começaram a ser tomadas. Ele esclarece que, diferente do que muitos pensam, 90% dos remédios doados à população são custeados com recurso da prefeitura. “Os remédios são custeados, em sua maior parte, pela prefeitura. Não é do Governo Federal ou Estadual”, aponta.

Outros itens analisados pela auditoria são a transcrição de receitas médicas de consultas particulares em receituários da municipalidade, onerando os cofres públicos; falsificação de carimbos médicos, desvio de receituários de pedidos de exames etc.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: