Assaltos contra pedestres ‘migram’ entre bairros de Rio Claro, diz PM

107

Carine Corrêa

Muitos são os casos de assaltos contra pedestres não só em Rio Claro, como em outras cidades. As vítimas variam: homens, mulheres, jovens ou idosos. Partindo de muitos casos já divulgados pelo JC, encaminhamos para a PM a seguinte questão: “Quais são as regiões de Rio Claro onde mais ocorrem assaltos contra pedestres?”.

A resposta encaminhada pelo setor de comunicação da corporação foi que “os locais onde ocorrem os delitos contra pedestres são migratórios, ou seja, quando saturamos uma região, os delinquentes migram para outros locais”.

Na região do Bela Vista, estudantes da Unesp (Universidade Estadual Paulista) criaram um grupo nas redes sociais para alertar quanto à presença de pessoas suspeitas, ou até mesmo para relatar casos de furtos e roubos.

No grupo, são vários os relatos. “Galera, só queria deixar um alerta. Agora voltando da Unesp com meus amigos, dois caras em uma moto preta, armados, assaltaram a gente. Um deles estava com uma blusa de frio da Gap. Isso ocorreu na Avenida 20-A, entre as ruas 9 e 10. Obrigada e cuidado!”, alertou uma jovem no grupo em postagem do dia 14 de março.

No dia anterior, um estudante postou no mesmo grupo: “Acabei de ser assaltado na Rua 6-A, entre as avenidas 24-A e 26-A. Estavam indo em direção ao posto da 6-A. Eram três”, detalhou.

Orientações 

Questionada quanto ao procedimento mais seguro que se deve adotar para evitar assaltos e furtos, a PM encaminhou a seguinte nota. “Procure memorizar todos os detalhes possíveis dos autores, tais como fisionomia, roupas, trajetos, veículos utilizados etc; ligue para a polícia assim que possível, transmitindo a descrição exata e o possível trajeto seguido com todos os detalhes; registre toda e qualquer ocorrência em uma delegacia de polícia”, orientou.

A Polícia Militar pode ser acionada pelo 190, já a Guarda Municipal por meio do 153.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: