Santa Casa ‘fecha’ leito e secretário diz que pretende eliminar subvenção

118

Favari Filho

A Santa Casa de Misericórdia da Cidade Azul anunciou no início desta semana o fechamento de mais um leito de UTI [Unidade de Terapia Intensiva] que também era utilizado por pacientes do SUS [Sistema Único de Saúde].

O hospital, que atende com primazia os pacientes de Rio Claro, informou por meio de nota que o motivo da desativação é a falta de pagamento da dívida por parte da prefeitura à Irmandade. No total, somente este ano foram fechados sete leitos.

De acordo com o provedor, professor José Carlos Cardoso, o retorno dos serviços depende exclusivamente da administração municipal pagar os valores devidos à Santa Casa. “Temos feito a nossa parte, trabalhando dia após dia para oferecer o melhor atendimento à população, mas não há milagre, é preciso que o poder público faça a parte dele, para que possamos manter o atendimento”.

“É preciso que o poder público faça a parte dele, para que possamos manter o atendimento”, enfatizou o provedor
“É preciso que o poder público faça a parte dele, para que possamos manter o atendimento”, enfatizou o provedor

LEGISLATIVO

O vereador Juninho da Padaria (DEM) enviou nota à imprensa em que revela ter conversado com o provedor na segunda-feira (28) no intuito de saber sobre o pagamento da subvenção e constatou que a situação continua a mesma: os pagamentos estão atrasados e os valores devidos ultrapassam a ordem de R$ 2,6 milhões. “A situação precisa de uma resposta urgente por parte do prefeito, pois pessoas simples que não têm plano de saúde podem pagar com a vida pela falta de UTI”, observou o democrata.

Juninho ainda enfatizou que é preciso que os colegas legisladores tomem uma atitude em prol da entidade. “Queremos soluções e a Câmara não pode ficar de braços cruzados, já que aprovamos a lei que transfere recursos; o prefeito Du Altimari está desrespeitando a lei e o povo sofre com a situação de caos na saúde.” Vale lembrar que o democrata discorreu sobre o assunto na tribuna na Sessão da Câmara e contou com o apoio do colega de partido Geraldo Voluntário.

PREFEITURA

Questionada sobre o pagamento da subvenção, a prefeitura não enviou resposta até o fechamento desta edição, contudo durante a Audiência Pública de Prestação de Contas do segundo quadrimestre de 2015, ocorrida na tarde de terça-feira (29), o presidente da Fundação Municipal de Saúde, Geraldo Barbosa, revelou que a Santa Casa já recebeu do Governo Federal R$ 16.407.531.

“A tabela do SUS tem valores defasados e o repasse do Ministério da Saúde é atrativo em alguns casos; para completar os valores defasados, a prefeitura incrementa a verba do SUS com subvenção”, enfatizou o secretário, que assumiu a existência da dívida com a Irmandade, porém revelou que está fazendo um esforço para a reclassificação da Santa Casa de hospital de apoio para hospital estratégico, o que significaria o aumento no repasse de 10% para 40% “reduzindo ou eliminando a necessidade de subvenção”.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: