Secretários, diretores, assessores e convidados da sociedade civil marcaram presença na entrega do projeto à Câmara

Antonio Archangelo

Secretários, diretores, assessores e convidados da sociedade civil marcaram presença na entrega do projeto à Câmara
Secretários, diretores, assessores e convidados da sociedade civil marcaram presença na entrega do projeto à Câmara

O presidente da Câmara Municipal, João Zaine, recebeu das mãos do prefeito Du Altimari, na tarde de sexta-feira (6), a revisão do Plano Diretor de Rio Claro, coordenada pela Secretaria Municipal de Planejamento, Desenvolvimento e Meio Ambiente (Sepladema) com auxílio do Conselho de Desenvolvimento Urbano (CDU).

De acordo com Zaine, a previsão é de que o projeto seja votado pela Câmara no primeiro trimestre de 2016, ano eleitoral. “Temos como objetivo votar este projeto já no primeiro trimestre”, disse ao lembrar que o ponto positivo é que o novo plano será exequível.

A secretária da Sepladema e vice-prefeita Olga Salomão (PT) disse durante a cerimônia que Rio Claro tem um papel estratégico para o fornecimento de água e isso pautou a revisão do documento. “Verificamos que o uso do solo urbano e rural é de responsabilidade do município. Se alguém quiser fazer uma agroindústria na zona rural, tem que ter certidão de uso solo; se quiser fazer mineração, tem que ter certidão de uso de solo do município.

Na elaboração do diagnóstico ambiental, fizemos debates em reuniões regionais, a questão da água temos quase 1.500 nascentes, 600 em processo de degradação. Precisamos preservar o Rio Corumbataí, que abastece Piracicaba. Mas Rio Claro não pode bancar sozinha, queremos que a prefeitura de Piracicaba ajude, que os municípios da região também. Para que Rio Claro continue ofertando água para as cidades”, disse Salomão.

“Rio Claro nunca se assumiu como cidade mineradora. 48% da argila existente na região está localizada em Rio Claro. Também temos calcário, brita, areia e água. Os cinco minerais que o Estado de São Paulo tem, Rio Claro tem. Como utilizar tudo isso garantindo qualidade de vida, garantindo que toda a população tire proveito desta riqueza, não que só um grupo tire benefício?”, comentou.

O prefeito Du Altimari lembrou que Rio Claro deverá crescer em direção a Ajapi e nas margens da estrada que liga Rio Claro a Araras. O presidente do CDU, Marcos Antonio Pezzotti, parabenizou o trabalho realizado que contou com participação de vários setores organizados do município. “Foram desenvolvidos com respeito à cidadania, incitando a coletividade rio-clarense a participar democraticamente deste processo”, disse durante discurso aos convidados.