Rio Claro FC perde por 1 a 0 para o Linense e se complica no Paulistão

106

Matheus Pezzotti

Inferior tecnicamente, Galo Azul não correspondia às mudanças táticas de Sérgio Guedes e não obteve poder de reação
Inferior tecnicamente, Galo Azul não correspondia às mudanças táticas de Sérgio Guedes e não obteve poder de reação

Não foi dessa vez que o Rio Claro FC venceu em casa neste Paulistão. Jogando no início da noite de domingo (6), o Galo Azul foi derrotado pelo Linense por 1 a 0, pela oitava rodada do estadual.

O gol foi marcado pelo artilheiro do campeonato, William Pottker, aos 18 minutos do primeiro tempo, após roubada no meio de campo, que Anderson Aquino enfiou entre os zagueiros para o atacante que ainda driblou Lucas Frigeri antes de bater e marcar seu sétimo gol no Paulistão.

Este foi o quarto jogo do Galo Azul em casa, com dois empates e duas derrotas e com os mesmos 8 pontos, voltou para a zona do rebaixamento, em 18º lugar, em quarto no Grupo D. Já o Linense venceu a segunda consecutiva e não perde há três partidas. Soma 13 pontos, desbancou o São Bento e assumiu a segunda colocação do Grupo A, liderado pelo Santos, com 15 e está em sexto na classificação geral.

O Rio Claro FC volta a jogar no próximo sábado (12), às 16 horas, contra o São Bento, fora de casa.

O JOGO
Início de estudo entre as equipes, que buscam ficar com a bola no meio de campo, com leve domínio do Linense, que leva perigo em chutes de fora da área com Pottker e Thiago Humberto.

Aos 18 minutos, o gol, que empolgou o time visitante, que seguia com mais posse e domínio, principalmente no meio de campo. O Galo Azul abusava de lançamentos. Léo Costa muito recuado e sumido e como a bola não chegava ao ataque, Lucas Xavier voltava ao meio de campo para buscar, mas o Linense, taticamente e tecnicamente qualificado, levava a melhor.

Na volta do intervalo, Sérgio Guedes coloca João Paulo para, em um campo pesado e com poças, encontrar a referência no ataque.

O Azulão voltou mais ligado e pressionava o time de Lins, que voltou defensivo, em busca dos contra-ataques e aos 11 minutos, quase ampliou. Pottker saiu em velocidade, driblou dois, entrou na área e bateu, mas Lucas Frigeri saiu bem do gol e fez a defesa.

A partir dos 30 minutos, Guedes deixa apenas um volante e o time segue no ataque, mas não aproveita o campo molhado para arriscar chutes a longa distância, apenas bolas alçadas na área, principalmente em escanteios.

Era nítida a superioridade técnica do Linense. Embora Guedes tentasse o empate, mudando o esquema tático, o time do Galo Azul, bastante limitado, não correspondia em campo, ficando apenas na correria. Aos 38, em novo escanteio, João Gabriel bateu de primeira, mas em cima de Oliveira e por pouco o Rio Claro FC não empatou.

Até o goleiro Lucas Frigeri foi para a área em outra falta alçada, mas a zaga adversária levou a melhor. Nos acréscimos, Alex Silva ficou como mais um atacante, para, no desespero, tentar empatar, mas o Linense, bem postado, segurou a vitória.

“O Linense jogou por uma bola e foram felizes. É um sinal de alerta, porque nossa equipe já mostrou quem tem qualidade e capacidade em outros jogos. Entramos desligados e pagamos o preço por isso”, disse o zagueiro e capitão Alex Silva, na saída de campo, durante a transmissão da rádio Excelsior Jovem Pan News.

FICHA TÉCNICA
RIO CLARO FC 0 X 1 LINENSE
Local: estádio Dr. Augusto Schmidt Filho, em Rio Claro
Campeonato: Paulistão, 8ª rodada
Público: 746 pagantes
Renda: R$ 11.400,00
Gol: William Pottker aos 18’/1T (Linense)
Árbitro: Vinícius Furlan
Assistentes: Daniel Marques e Vitor Metestaine
Cartões amarelos: João Gabriel (Rio Claro FC) e Rodrigo Lobão e Ricardinho (Linense)

RIO CLARO FC
Lucas Frigeri; Luís Felipe, Alex Silva, João Gabriel e Felipe Saturnino; Elsinho, Jean Patrick (Cleitinho) e Léo Costa; Índio, Romarinho (João Paulo) e Lucas Xavier (Joãozinho). Técnico: Sérgio Guedes

LINENSE
Oliveira; Paulo Henrique (Auro), Jorge Luiz, Rodrigo Lobão (Ednei) e Lazaroni; Bileu, Zé Antonio, Fillipe Soutto e Thiago Humberto; Anderson Aquino (Ricardinho) e William Pottker. Técnico: Moacir Júnior

Qual sua opinião? Deixe um comentário: