Ednéia Silva

Novo vírus causa preocupação por que as pessoas não têm anticorpos para combatê-lo
Novo vírus causa preocupação por que as pessoas não têm anticorpos para combatê-lo

Rio Claro confirmou o primeiro caso positivo de dengue tipo 4 nesta semana. A informação foi divulgada na quinta (5) pelo CCZ (Centro de Controle de Zoonoses). O órgão pede a colaboração da comunidade na eliminação dos criadouros do mosquito Aedes aegypti, transmissor da doença.

Solange Marscherpe, do Departamento de Informação, Educação e Cultura (IEC) do CCZ, explica que os vírus do 1 ao 4 estão em circulação no município. Segundo ela, os sintomas da dengue tipo 4 são parecidos com os da dengue tipo 1. A diferença é que, como o vírus é novo, o organismo ainda não tem anticorpos para combatê-lo. Isso significa que a pessoa que for exposta ao vírus certamente irá contrair a doença, mesmo aquelas que já tiveram dengue dos tipos 1, 2 e 3.

Solange afirma que a única forma segura de prevenção é a eliminação dos criadouros do mosquito. Ela lembra que Rio Claro está enfrentando um longo período de seca com grande escassez de chuva, mesmo assim o número de casos de dengue está aumentando. Isso comprova a informação sempre divulgada pelas autoridades de saúde de que 80% dos criadouros estão dentro das residências.

ATUALIZAÇÃO

Segundo boletim da Vigilância Epidemiológica de Rio Claro emitido nesta sexta-feira (06), o município está com 378 casos (levando em consideração todos os tipos) positivos de dengue.

A população precisa e deve fazer a sua parte. Solange comenta que são 80 mil casas na cidade e não há como os agentes vistoriarem todas elas. Por isso, cada morador deve ser um agente de controle de endemias. Ela lembra que o mosquito gosta de água limpa parada e qualquer utensílio, grande ou pequeno, pode se tornar um criadouro.

Por isso, é importante virar de boca para baixo até mesmo tampinhas de garrafas. Segundo Solange, os pratinhos de planta continuam sendo problema. Para resolvê-lo, basta colocar larvicida natural três vezes ao mês. Isso basta para matar as larvas. O mesmo vale para ralos de banheiros, entre outros locais que acumulam água. O larvicida pode ser feito com 60 cravos da Índia e uma xícara de água batidos no liquidificador. Até 30/05, havia 352 casos de dengue.

A sua assinatura é fundamental para continuarmos a oferecer informação de qualidade e credibilidade. Apoie o jornalismo do Jornal Cidade. Clique aqui.

Mais em Dia a Dia:

Bayeux tem concurso para docentes