A Linha de Transmissão foi planejada para transmitir a energia das usinas hidrelétricas do Rio Madeira (S. Antonio e Jirau) (Imagem ilustrativa)

Antonio Archangelo

A Companhia Paranaense de Energia Elétrica (Copel) confirmou, nessa quinta-feira (19), que Rio Claro autorizou a instalação da nova linha de transmissão Araraquara- Taubaté no ano de 2011. De acordo com nota enviada ao Jornal Cidade, a Copel revela que a certidão de uso e ocupação do solo do município foi emitida pelo “Diretor de Planejamento, Gabriel Ribeiro Castellano, no dia 21 de janeiro de 2011”, conforme certidão 2226/2010.

Dos municípios que serão afetados pela instalação da nova linha de transmissão de energia das Área de Proteção Ambiental (APAs) Corumbataí e Piracicaba, já emitiram certidão LT: São Carlos, 449/210, emitida em 29 de novembro de 2010, por Alberto Engelbrecht – Secretário de Habitação e Desenvolvimento Urbano; Certidão de Analândia 050/2010, emitida em 06 de dezembro de 2010, por Luiz Antônio Aparecido Garbuio – Prefeito Municipal; Itirapina 085/2010, emitida em 06 de dezembro de 2010, por Luciano Miguel del Nero – Secretário de Projetos e Obras; e Certidão de Corumbataí 063/2010, emitida em 19 de novembro de 2010, por Ivanir Franchin – Prefeito Municipal.

Ainda de acordo com a empresa, “para a emissão da Licença Prévia de empreendimentos com Estudo de Impacto Ambiental (EIA/Rima) é necessário que, de acordo com a Resolução Conama 428/2010, o órgão licenciador consulte o Conselho Gestor das Unidades de Conservação atingidas pelo empreendimento. Como resposta da consulta da Cetesb ao Conselho Gestor das APAs Corumbataí-Botucatu-Tejupá e Piracicaba-Juqueri-Mirim, este emitiu carta em novembro de 2011, na qual foi proposta a alteração do traçado”, citou.

A Linha de Transmissão foi planejada para transmitir a energia das usinas hidrelétricas do Rio Madeira (S. Antonio e Jirau) (Imagem ilustrativa)
A Linha de Transmissão foi planejada para transmitir a energia das usinas hidrelétricas do Rio Madeira (S. Antonio e Jirau) (Imagem ilustrativa)

ANÁLISE

“A Copel realizou análise sob os pontos de vista socioambiental e técnico do traçado proposto pelas APAs e justificou a manutenção do traçado em fase de licenciamento através de relatório técnico, o qual foi protocolado na Cetesb em abril de 2012. Buscando dar amplo conhecimento ao Conselho Gestor das APAs e à Fundação Florestal sobre o projeto do empreendimento e os impactos deste na região, a Copel realizou a primeira apresentação do empreendimento em 19 de outubro de 2011 e, por solicitação da Cetesb, mais duas apresentações nos dias 10 e 16 de agosto do presente ano. Após analisar as informações repassadas pela Copel, o Conselho Gestor emitiu parecer através da Fundação Florestal, que permitiu a emissão da Licença de Instalação. Com relação à Floresta Estadual Edmundo Navarro de Andrade esclarecemos que esta não é atingida pelo traçado da LT, uma vez que a mesma está localizada a mais de 2,5 km de distância”, enfatizou a Companhia.

PREFEITURA

A prefeitura de Rio Claro disse, por meio de nota, que o traçado da Copel não passa dentro da Floresta Estadual. O município tem representante no Conselho da APA Corumbataí/Piracicaba, entidade que acompanha todo o projeto”.

A sua assinatura é fundamental para continuarmos a oferecer informação de qualidade e credibilidade. Apoie o jornalismo do Jornal Cidade. Clique aqui.

Mais em Notícias: