Rio-clarense está na final do NBB 8 pelo time de Bauru

88

Matheus Pezzotti

Bruno em um dos treinos do Bauru no ginásio Neusa Galetti, em Marília, palco do Jogo 1 da final (Foto: Caio Casagrande)
Bruno em um dos treinos do Bauru no ginásio Neusa Galetti, em Marília, palco do Jogo 1 da final (Foto: Caio Casagrande)

Neste sábado (21), às 14h10, Bauru e Flamengo iniciam a disputa da final do NBB 8 no ginásio Neusa Galetti, em Marília, já que o Panela de Pressão não tem a capacidade exigida. Vice-líder e líder da fase de classificação, os times revivem a final do ano passado, conquistada pelo Rubro-Negro.

Obcecado pelo título inédito do nacional, Bauru vem, desde 2014, em uma sequência de seis títulos: Liga Sul-Americana, dois Paulistas, Liga das Américas e bi da Copa dos Campeões das Américas, e quatro vices: Mundial, Liga das Américas, NBB 8 e, mais recentemente, da Liga das Américas.

Com tantos títulos e finais em disputa, não basta ter apenas um elenco qualificado, mas um preparo físico para aguentar tantos jogos em alto nível. É aí que o rio-clarense Bruno Camargo se destaca como preparador físico e fisiologista do time bauruense há duas temporadas.

“O fato de estar em uma equipe altamente competitiva nos faz a cada dia amadurecer e evoluir. E a forma que nós perdemos o NBB passado, chegando desgastados à final, me fez ver outras estratégias e organização para que a equipe chegue melhor, além da troca de comando”, avalia.

Maior finalista da história do NBB, com seis, o Flamengo chega à sua quarta final seguida em busca do quinto título, mas com o aprendizado do vice na final passada Bauru quer quebrar essa hegemonia.

“Ano passado, ganhamos tudo e achamos que poderíamos ganhar o nacional também. Agora o foco está diferente, o fato de não ter conquistado nada na temporada dá uma gana maior, além de ser um título que o projeto e a cidade almejam há muito tempo e, somado tudo isso, nos faz estar mais preparados”, finaliza Bruno Camargo.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: