RC acerta com Duda Machado e o técnico Chuí para a disputa

109

Matheus Pezzotti

O ala/armador Duda Machado em disputa pelo time de Macaé
O ala/armador Duda Machado em disputa pelo time de Macaé

A menos de 30 dias para o início do NBB 7, as primeiras mudanças no elenco do RC Basquete começam a acontecer. Na segunda-feira (29), Marcelo Tamião, técnico por quase seis temporadas, deixou o comando do time.

Chuí, que estava sem clube e atualmente realiza trabalhos no Instituto Chuí Chuá – Atividade do Centro de Desenvolvimento de Basquetebol criado pelo ex-ala, em Franca, desde 2002 – assumirá a equipe a partir da próxima segunda-feira (6).

Marco Aurélio Pegolo dos Santos foi técnico do Araraquara no NBB 2 e do Uberlândia no NBB 3 e no NBB 4 e, desde julho deste ano, é um dos membros do Conselho Técnico da Liga Nacional de Basquete (LNB). Tamião terá nova função no RC Basquete, trabalhando fora das quadras, como diretor-geral.

“Eu já tinha isso em mente há uns dois anos e acho que chegou o momento de fazer alterações para que a gente consiga evoluir cada vez mais. Fizemos algumas reuniões a respeito da avaliação do elenco e nessas conversas eu disse que deveria trazer outro treinador e que eu ficasse em outra função para darmos melhores condições para funcionar da melhor forma possível. Indiquei três nomes, dentre eles o do Chuí, que foi escolhido de maneira unânime. Na última quinta-feira (25), ele veio para Rio Claro, acertamos e me pediu para que ficasse alguns dias na quadra, mas depois disso ficarei fora dela, dando total apoio, em conjunto com o grupo de investidores e prefeitura”, explica Tamião.

A princípio, a comissão técnica segue a mesma, com os auxiliares Bamba e Léo, os preparadores físicos Gibi e Marcão e os fisioterapeutas Fabio e Thomas e o roupeiro Paulinho.

Além da chegada do novo treinador, o ala-armador Duda Machado, ex-Flamengo e ex-Macaé, também acertou vínculo com o time rio-clarense para a disputa do nacional. O jogador de 32 anos é irmão do também ala/armador Marcelinho, quando conquistaram juntos pelo Flamengo o bicampeonato do NBB (2008/2009 e 2012/2013). Recentemente estava disputando o Campeonato Mineiro pelo Mackenzie.

“Já tínhamos uma conversa antes de acertar com o Chuí. Sabíamos que o Basquete Cearense estava atrás dele, mas conseguimos fechar com o Duda. O mercado está escasso, com jogadores com contratos longos e, em conjunto com o grupo de investidores, concluímos que era uma boa opção”, afirma.

Apesar das contratações, o ala Luisinho e o armador Milhossi (Taquá) não tiveram os contratos renovados e deixaram o time. De acordo com a assessoria do grupo de parceiros da inciativa privada, ainda há a intenção de realizar mais uma contratação, até o dia 30 de outubro, podendo ser um atleta estrangeiro e, caso aconteça, outro atleta será dispensado.

O contrato de Chuí e de Duda será até o final da temporada 2014/2015 do NBB. O time estreia no nacional no dia 5 de novembro, às 20h, contra o Palmeiras, no ginásio Felipe Karam.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: