O secretário municipal de Segurança e Mobilidade Urbana, Marco Antonio Bellagamba, afirmou à reportagem do Jornal Cidade que publicações de que a Prefeitura estaria aplicando multas sem avisar que os radares já estariam em funcionamento são infundadas.

“Quero esclarecer que iremos receber quatro modelos que serão testados para ver a melhor tecnologia para o município. Os equipamentos foram aprimorados e até o final do mês serão instalados. A partir disso irá se iniciar a fase de testes que deverá durar em torno de dez dias e neste tempo, caso ocorram multas, estas não serão processadas”, afirma o chefe da pasta.

Bellagamba ainda ressalta que comentários acerca de que o número de radares teria dobrado também não são verdade: “Acontece que quando fazemos a contagem esta é pela faixa de rolamento e não pelo aparelho. O que teremos a mais, a grande novidade, são os pontos do ‘Detecta’, que serão a nossa muralha de segurança. Se a pessoa que tiver seu veículo furtado ou roubado, ao fazer boletim de ocorrência, vamos poder localizá-lo caso tenha passado por um desses pontos. Benefício para a população e também para nossos policiais militares e guardas civis municipais”, diz o vice-prefeito e secretário de Segurança e Mobilidade Urbana.

Serviço

O valor estimado para contratação era de R$ 5.022.812,88. A empresa vencedora apresentou proposta no valor de R$ 5.154.988,00 e, após negociações junto aos representantes da mesma, a Prefeitura Municipal de Rio Claro conseguiu que o valor baixasse para R$ 4.600.000,00, economizando aos cofres públicos o valor de R$ 554.988,00 por ano.

A sua assinatura é fundamental para continuarmos a oferecer informação de qualidade e credibilidade. Apoie o jornalismo do Jornal Cidade. Clique aqui.

Mais em Notícias:

Saiba como denunciar assédio sexual sofrido no trabalho

Rio Claro vacina contra a Covid a partir das 7h30